Quinta-feira, 28 de novembro de 2019, atualizada às 13h20

Dez dicas evitar problemas financeiros com as promoções da Black Friday

Com a proximidade da Black Friday no Brasil, prevista para esta sexta-feira, 29 de novembro, os consumidores devem ficar atentos para evitar problemas, tanto da parte financeira, como de golpes através da internet. A SerasaConsumidor realizou um levantamento com dez dicas que tratam do assunto. Veja.

1) Antes de ir às compras nesta Black Friday, veja o quanto pode gastar. Faça um levantamento das dívidas fixas e as contas já assumidas ou previstas que possui;

2) Planeje as compras. Reflita se está realmente precisando daquele produto. Discuta a necessidade da compra com a família.

3) Faça uma lista dos itens que pretende comprar. Essa é uma das regras básicas para evitar gastar por impulso. Com o papel nas mãos, o consumidor só vai atrás dos produtos que realmente estão na lista, sem cair em tentação;

4) Cuidado com descontos milagrosos. Pesquise preços, para saber se está mesmo fazendo um bom negócio ao comprar o produto no período da Black Friday;

5) Evite cair em golpes. Se for comprar um produto para receber posteriormente, verifique se a loja física ou virtual escolhida possui uma situação financeira estável, para não ser surpreendido com o recebimento de uma mercadoria inferior no lugar da que foi comprada ou, pior, ficar sem o produto para sempre.

6) Pesquise o mesmo produto em lugares diferentes, pois os preços podem variar muito. Algumas lojas podem ter estoques antigos e oferecer um valor mais baixo;

7) Fique atento aos preços dos produtos importados. Com a alta do dólar, eles podem ter ficado bem mais caros;

8) Cuidado com longos parcelamentos para não comprometer ainda mais a renda. O fim do ano está próximo e, neste período, os gastos aumentam ainda mais;

9) Lembre-se da proximidade com o Natal, além dos gastos de início de ano, como IPVA, IPTU, material e matrícula escolar, despesas com viagens etc.;

10) Cuidado ao usar o cartão de crédito. Ele dá a falsa sensação de que não está gastando. Verifique na fatura o valor total das compras antigas antes de fazer uma nova dívida com ele. Além disso, o pagamento integral da fatura é a melhor maneira de usar esse meio de consumo. Evite utilizar o pagamento rotativo.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.