• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Anna Terra As múltiplas facetas da arte em uma única mulher

    Renata Cristina
    Repórter
    27/03/2007

    Interpretando músicas consagradas da MPB, a cantora, compositora e violonista juizforana, Annna Terra, construiu uma carreira sólida. Ao longo dos 18 anos de trajetória, já apresentou-se no Brasil e exterior, encantando legiões de fãs. Uma de suas composições, "A cor brasileira", foi gravada por Maria Bethânia, em 1983.

    Com uma voz de tirar o fôlego, a artista confessa que nunca pensou em ser cantora. "Aos 11 anos, pedi um violão ao meu pai, mas não tinha a intenção de cantar", relembra.

    Mesmo sem saber que, mais tarde, sua voz iria se destacar na multidão, a Anna Terra continuou investindo nos instrumentos de corda e passou pelo Conservatório Estadual de Música França Americano.

    Sua primeira aparição como cantora aconteceu "ao acaso", em um Festival de Música Popular de Juiz de Fora, quando a intérprete de suas composições ficou doente. "Como eu era contralto, tinha muito receio de cantar", revela. Aconselhada por um amigo, Anna subiu ao palco e soltou a voz para entoar "Eu sou como sou". Resultado: sua música ficou em 1º lugar no Festival, com um júri composto nada mais, nada menos por Sueli Costa.

    A estréia triunfal, não poderia passar em branco. A mais nova cantora começou a estudar técnicas vocais com Aparecida Costa e intercalava suas apresentações e ensaios com a faculdade de Letras. Mais tarde, por influência de um irmão, Anna também formou-se em Direito.

    Desde então, Anna uniu-se a diversos músicos para shows em bares, boates, viagens internacionais, congressos, aberturas de grandes shows, recepções e eventos aleatórios. Atualmente, viaja por todo o Brasil para se apresentar em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Angra dos Reis, Búzios, entre outros locais.

    A violonista fez turnê em Portugal, por seis meses, Itália, por um mês, e já foi parar do outro lado do mundo, quando passou uma temporada na Austrália. Para 2008, está se preparando para uma turnê no Japão. "O convite surgiu através do Joãozinho da Percussão, que é muito conhecido lá. Fiz uma videoconferência com os interessados, toquei algumas músicas e combinamos para o próximo ano", revela.

    Em seu show, Anna Terra privilegia sucessos como "Batucada de bamba" (Ataúfo Alves); "Tristeza pé no chão" (Mamão); "Palavras" e "Vai morar com o diabo" (Cássia Eller); além de grandes nomes do cenário musical, como Adriana Calcanhoto, Marina Lima, Tom Jobim, Capital Inicial, Cláudio Zolli, Lulu Santos e Lenini.

    Parcerias de sucesso

    "Trago como herança uma família musical", diz. Embora a música esteja em suas raízes familiares, já que Anna tem diversos parentes cantores e instrumentistas, inclusive na Orquestra Barroca de São João Del Rei, seus talentos se estendem a uma outra "família". Desde muito jovem, a cantora se relaciona com diversos músicos, sejam eles da "velha guarda", contemporâneos ou recém-chegados no mundo musical.

    Mamão, Sueli Costa, Dudu Lima, Joãozinho da Percussão, Lula Marotta, Zé Francisco Silvestre, Myllena, Josy Oliveira são alguns dos seus amigos de caminhada. "Toda a minha personalidade musical foi desenhada na noite. Faço um blues bem brasileiro e estou em constante aprendizado", acredita.

    Um de seus grandes parceiros, Joãozinho da Percussão, convidou-a, em 2000, para assinar o CD Ritmo do Tempo, juntamente com Nany Netto. Em 2006, Anna lançou o trabalho autoral O Blues e o Jeans, que traz como título um grande sucesso de sua carreira.

    Para 2007, a cantora está preparando seu primeiro DVD, que deve ser lançado em novembro. "Será um release musical, em que pretendo mostrar a identidade do meu trabalho", esclarece. Além do DVD, Anna está envolvida na produção de um CD Acústico, com cinco músicas autorais e releituras de Marina Lima, Nando Reis, Cazuza, Tom Jobim e Lulu Santos. O trabalho tem direção musical de Lula Marotta.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.