Cultura

Gerson Guedes O artista plástico juizforano é conhecido internacionalmente. As 36 exposições já realizadas já lhe renderam sete prêmios

Marinella Souza
Colaboração*
23/11/2007

Era uma vez um menino, que há muito muito tempo trabalhava como engraxate. Nas horas vagas, o menino sentava em seu caixote e, curioso, observava a movimentação de pessoas e bondes pela rua. Tudo o que seus olhinhos captavam era colocado num pedaço de papel.

O tempo passou e, de menino curioso, Gerson Guedes se transformou em artista plástico renomado, com destaque regional e internacional. O artista conta que suas influências sempre foram a cidade e a Zona da Mata. "Passei grande parte da minha infância em Santo Antônio do Chiador e minhas referências vêm todas do cotidiano do interior de Minas", conta.

Embora tenha se formado em Desenho Plástico - curso já extinto na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) - seu talento vem de berço. "Eu nunca estudei pintura e sempre desenhei. Sou autoditada", revela. Tanto isso é verdade que, aos 13 anos, Gerson já trabalhava como desenhista profissional.

Toda essa paixão pela arte e pelo cotidiano interiorano do século XX conferiram uma característica peculiar à sua obra: a presença constante das linhas que, segundo ele mesmo, nasceram junto com seu desenho. O artista classifica seu estilo como "um cubismo disfarçado", onde se encontra um híbrido de formas e linhas.

foto de quadro foto de quadro foto de quadro

Gerson sempre trabalha com temas bem definidos e desenvolve uma pintura narrativa, onde mostra muitas mensagens em um espaço muito pequeno. Para solucionar essa delimitação, o artista habilmente utiliza técnicas de reprodução que lhe permite misturar formas, sem comprometer o contexto que pretende retratar em suas telas.

Sua primeira exposição aconteceu em 1979, era uma mistura de instalações e gravuras em que o artista buscou retratar os detalhes mineiros. À essa obra, ele deu o nome de Pedaços de Minas" e, com ela, Gerson Guedes começou a mostrar pedaços de seu talento que hoje encantam multidões em todo o mundo.

Cartas de Minas

Mas, a exposição que realmente o lançou para o cenário internacional e pela qual ele tem um carinho especial viria nove anos mais tarde. Trata-se de "Cartas de Minas", cujo mote principal foi as cartas que as pessoas esqueciam nas carroças dos leiteiros. "Sempre achei a leitura das cartas muito interessantes. Nelas a gente pode ver o cotidiano, o folclore, a singeleza e a pureza do povo do interior", declara.

Em "Cartas de Minas", o autor utilizou esses relatos como pano de fundo para sua obra e pintou sobre um painel feito com as cartas. Seu objetivo sempre foi retratar Minas Gerais de uma forma peculiar para resgatar os valores perdidos pela modernidade e, para a sua alegria, essa postura sempre foi muito bem aceita pelo público.

"Essa exposição me abriu muitas portas, ela rodou o país por oito anos. Foram muitas cidades visitadas em Minas e fora daqui. Estivemos em São Paulo, Brasília Belo Horizonte, Uberlândia... depois dela, meu nome foi lançado no cenário artístico nacional", conta o artista com orgulho.

O talento de Gerson Guedes é reconhecido não só pelo público leigo como também por quem entende de arte. As 36 exposições já realizadas pelo artista plástico juizforano lhe renderam sete prêmios, muitas histórias e reconhecimento internacional.

foto de quadro foto de quadro foto de quadro

Entre os prêmios está o II Prêmio Telemig - Guiatel, que fez sua arte entrar nos lares das famílias mineiras, através da capa da lista telefônica. Em 1999/2000 uma tela sua coloriu a capa da Lista Telefônica de Juiz de Fora e, no ano seguinte, foi a vez da Lista Telefônica da Zona da Mata do Sul ser presenteada com uma mostra dessa profusão de cores, formas e linhas.

Em 2001, Gerson Guedes fez uma exposição sobre a história do café para a qual ele realizou uma séria pesquisa histórica. Café: sua influência e importância no processo histórico do Brasil foi tão bem montada que rendeu frutos inesperados.

Uma importante marca de café comprou toda a obra e os direitos de imagem, percorreu o Brasil e as imagens dos quadros são utilizadas nas embalagens para exportação. "Esse negócio levou meu nome para o mundo, eles ajudaram a me divulgar no cenário internacional", comemora o artista.

Com essa divulgação, Gerson Guedes já levou seu trabalho para muitos países como França, Inglaterra e China. E, em junho de 2007, participou do XII Circuito Internacional de Arte Brasileira, que leva a arte e a cidade para outros países. Fui convidado por ser regionalista", explica o artista.

O engenheiro e professor, Humberto Chiaini, aprecia o trabalho do artista. "Gerson tem um trabalho único, de um bom gosto encantador. Sempre que posso, acompanho seu trabalho", comenta.

Gerson Guedes faz, em média, duas exposições por ano, uma em Juiz de Fora, outra fora da cidade. Sua mais recente exposição está em cartaz no Cine-Theatro Central.

Halfeld - a rua, o parque

A obra que está exposta no Cine-Theatro Central desde o dia 20 de novembro, busca retratar o centro da cidade e suas peculiaridades. Segundo o artista, o objetivo é fazer com que as pessoas percebam a importância social da rua e do parque.

"O que eu quero é resgatar a relevância do centro histórico da cidade. Com a modernidade, esses centros perderam seu valor e isso é lamentável", comenta Gerson Guedes.

Foto
da exposição

A exposição ficará no local até o dia 10 de dezembro e tem atraído um público bastante variado. Segundo a estagiária responsável pela visitação do Cine-Theatro Central, Sônia Maria do Patrocínio, as pessoas estão recebendo a exposição de uma forma muito posiiva.

"Elas gostam muito do colorido e procuram identificar os personagens característicos da rua Halfeld, como o violeiro, por exemplo", diz.

Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp +55 32 99915-7720

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

O melhor provedor de internet de Juiz de Fora

Conheça nossos planos: (32) 2101-2000

Banda larga
na sua casa a
partir de R$29,90

Ligue Já:
(32) 2101-2000