• Assinantes
  • Autenticação
  • Pelo Brasil
    Sábado, 16 de fevereiro de 2019, atualizada às 9h30

    Brumadinho tem 166 mortes confirmadas

    Da redação

    Brumadinho tem 166 mortes já registradas. O número total de corpos inteiros, de segmentos corpóreos humanos e de animais encontrados pelo Corpo de Bombeiros Militar após o rompimento da Barragem 1 da Mina do Feijão, até esta sexta-feira, 15 de fevereiro, chegou a 302. As atualizações foram divulgadas em entrevista coletiva dos representantes da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), da Polícia Militar (PMMG), do Corpo de Bombeiros (CBMMG) e da Polícia Civil (PCMG).

    O tenente do CBMMG, Pedro Aihara, afirmou que não há nenhuma previsão para que as buscas sejam interrompidas. Ele destacou que estão sendo utilizadas máquinas pesadas para a retirada de rejeitos, possibilitando o acesso a pontos mais profundos. E explicou que, antes, é feito todo o procedimento com cães e homens para constatar que não há corpos no ponto de atuação das máquinas.

    A Polícia Civil de Minas Gerais já realizou a coleta de 532 amostras de DNA de familiares para o procedimento de identificação dos corpos encontrados. O órgão também tem o DNA de 295 vítimas. São 166 identificados, até hoje.  O número de desaparecidos é de 144 pessoas.

    Com relação às vistorias realizadas em domicílios atingidos, o tenente-coronel, Flávio Godinho, informou que aproximadamente 100 casas já foram vistoriadas e 45 laudos estão concluídos. “É importante comprovar que a casa foi atingida pela lama, um dos critérios necessários para que as pessoas possam ter acesso ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)”, lembrou. O major da Polícia Militar, Flávio Santiago, destacou que “a Polícia Militar tem mantido os esforços no sentido de proteger o patrimônio das pessoas. Não temos ocorrências de saque generalizado”, concluiu.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.