Juiz de Fora - MG

Segunda-feira, 7 de agosto de 2017, atualizada às 17h17

Juiz-foranos acima de 60 anos e instituições podem se inscrever para Câmara Sênior

Da redação

Homens e mulheres acima de 60 anos e instituições poderão se inscrever para participar da Câmara Sênior, iniciativa da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos dos Idosos, da Câmara Municipal de Juiz de Fora. O projeto será um instrumento de debate entre este público, instituições e o poder Legislativo. O envolvimento dos idosos vai permitir a discussão de qualquer questão, independente de ser relacionada à terceira idade. 

As inscrições começaram a ser realizadas nesta segunda-feira, 7, e terminam no dia 21 de agosto. Os interessados vão poder se inscrever pelo telefone 3313-4708. Não haverá prorrogação das inscrições, uma vez que os selecionados precisam passar por uma capacitação antes de dar início aos trabalhos.

Serão 20 vagas para pessoas acima dos 60 anos que residem na cidade e cinco para instituições de qualquer natureza. Neste caso, não precisam ser idosos. Haverá  também uma seleção de cinco suplentes dos representantes dos idosos e dois suplentes dos representantes das instituições. Cada reunião deve ter quórum de no mínimo 60% de participantes.

Se houver um número maior de interessados, a comissão vai realizar um sorteio para a escolha dos participantes. Ademais, todos os membros vão escolher um coordenador e um vice-coordenador que serão responsáveis por dar seguimento às demandas do Fórum.

Câmara Sênior

A Câmara Sênior vai ter a autonomia de levar propostas ao Legislativo por meio da comissão. Se estas forem suscetíveis de serem transformadas em requerimentos ou representações, serão submetidas pela Mesa Diretora à deliberação do plenário da Casa. Já as propostas de projetos de leis vão tramitar como sugestão de iniciativa legislativa.

Antes de ser efetivado, os participantes vão passar por uma capacitação feita pelo Centro de Atenção ao Cidadão (Cac), a fim de prepará-los sobre temas relativos à cidadania, democracia e participação política, além de conhecer o processo legislativo municipal e a atuação dos poderes Legislativo e Executivo.

As reuniões vão ocorrer mensalmente na Câmara, durante dois anos. Depois disso, vai haver uma nova seleção com novos participantes. O projeto pode contar com a participação externa, como representantes de órgãos públicos e/ou outro debatedor para esclarecer questões que necessitem de maior aprofundamento.

No dia 2 de outubro, uma cerimônia solene vai instalar os trabalhos da Câmara Sênior. A data é uma referência ao Dia Internacional dos Idosos, comemorado no dia primeiro. A partir disso, o projeto passa a ser um instrumento ligado à Câmara.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.