• Assinantes
  • Saúde

    Comer para viver e não viver para comer Fazer dieta não significa morrer de fome. Pelo contrário, é com ela que se consegue uma alimentação balanceada e saudável

    Priscila Magalhães
    Repórter
    17/01/08

    Dieta da sopa, da fruta, do leite e do alface. Todas essas são muito comuns e o número de pessoas que lança mão de um único tipo de alimentação é grande. Para uns, tudo é válido em busca de um corpo bonito. Porém, outros querem emagrecer, mas acabam fugindo da dieta por medo.

    As informações são muitas e, nem sempre, as pessoas sabem em que acreditar. O que é saudável? O que engorda? Quantas vezes devo me alimentar durante o dia? Essas perguntas são muito freqüentes.

    "Não há como fazer dieta saudável usando um único alimento. Ela tem que ser equilibrada, usando um pouco de cada nutriente para atender todo o organismo. E também não deve haver grandes restrições. Dieta com muita restrição é desequilibrada", diz a médica nutróloga Alice Amaral.

    Se a dieta é feita corretamente, não existem riscos para o paciente. Por isso, não é necessário ter medo. "Muita gente pensa que vai ficar enfraquecido se fizer dieta e tem medo, principalmente quando está doente. Mas não é bem assim. Ela é, somente, uma alimentação mais saudável e equilibrada, o que só traz benefícios para o organismo", esclarece a médica.

    Mas se a dieta for feita de forma inadequada, aí sim, o risco de perder imunidade e ficar doente se torna real. "A pessoa pode ter anemia, insuficiência renal ou uma carência nutricional", alerta Alice, que completa. "As dietas são individuais e o que é bom para uma pessoa não vai ser para outra, pois levamos em consideração a idade, a profissão, a relação peso x altura, os antecedentes familiares e até o poder aquisitivo".

    Foto de soja Foto de abacaxi e laranja Foto de comida

    O ideal é procurar orientação médica para realizar exames físicos e laboratoriais. A partir disso, um cardápio, que se adapta ao dia-a-dia do paciente, será montado. "Temos que usar o bom senso e respeitar os hábitos alimentares de cada um. Se, por exemplo, o paciente é vegetariano, vamos montar um alimentação que vai suprir as suas necessidades e, substituindo o que é mais caro pelo mais barato, em caso de pessoas que não querem gastar muito".

    Balancear a alimentação também significa que até um alimento mais calórico vai poder ser consumido. "Costumo dizer que tudo depende do valor calórico e da quantidade ingerida. Não há nada que emagreça e o que podemos ingerir sem medo de engordar é alface e água. Quando nos alimentamos de forma equilibrada, podemos comer até os alimentos que engordam mais, como os doces", diz a nutróloga.

    Para solucionar algumas dúvidas, Alice Amaral mostra o que é uma dieta equilibrada. Abaixo, você vai encontrar opções de alimentação para todas as refeições do dia. A médica aconselha que, antes de as pessoas começarem a comer tudo o que ela disse, é necessário levar em conta o tipo de profissão que cada um exerce. "Uma pessoa que trabalha sentada o dia todo deve comer menor quantidade e quem tem trabalho mais braçal precisa comer mais. Além disso, quem quer ganhar peso precisa fazer uma dieta mais calórica, associada a exercícios físicos que proporcionem ganho de massa muscular".

    Foto de soja Foto de abacaxi e laranja Foto de comida

    Ao contrário dos hábitos da maioria da população, a médica diz que o correto é não ficar muito tempo sem comer. O ideal é se alimentar de cinco a seis vezes por dia. "Evite frituras, use frutas na sobremesa, tome suco natural e coma, no mínimo, quatro frutas diferentes por dia".

    Dieta balanceada para manter o peso

    Foto de Alice Amaral O café da manhã é a refeição para abastecer o corpo, depois de ficar muito tempo sem comer durante a noite. É bom comer frutas e proteínas. "Tenha um café da manhã de hotel seis estrelas. Tome suco natural, alimentos integrais e crus, para não perder os nutrientes, queijo, peito de peru e iogurte com aveia. O pão integral pode ser substituído por pão de sal e o iogurte pode ser aquele feito em casa mesmo".

    No lanche da manhã, coma uma fruta ou outra coisa leve só para não ficar muito tempo sem comer antes do almoço, quando o arroz e feijão não devem ser dispensados. "Essa combinação é muito balanceada. Para completar, coma uma carne, grelhada ou assada, salada de folhas e legumes cozidos e uma fruta, na sobremesa".

    Comer alguma coisa no lanche da tarde é importante para ir abastecendo o organismo com o passar do dia. "Pode comer pão com manteiga, café com leite e uma fruta". Ao contrário do café da manhã, o jantar não é uma refeição para encher o estômago. Segundo Alice, não é bom comer carboidratos à noite. "No inverno, sugerimos uma sopa. No verão, coma uma carne branca, que é digerida mais fácil, uma salada e batatas. Se quiser arroz, coma apenas um pouquinho".

    Pensa que acabou? Depois do jantar e antes de dormir, se alimente de alguma coisa mais leve, como uma fruta ou iogurte. Com essa alimentação, a médica garante que você vai conseguir manter o peso e ficar saudável.

    O iogurte caseiro sugerido pela médica é muito fácil de fazer. É só comprar um copinho de iogurte natural e um litro de leite, que deve ser fervido a uma temperatura suficiente para colocar o dedo e agüentar por dez segundos. Depois disso, os dois ingredientes devem ser bem misturados em uma vasilha.

    Para finalizar, embrulhe a vasilha com uma toalha e guarde no forno por 24 horas. "Antes de tomar tudo, separe um copo de 200 ml dessa mistura para fazer o próximo iogurte. Assim, não é necessário comprar o copinho de iogurte natural sempre que for fazer. Só na primeira vez", completa.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.