• Assinantes
  • Saúde
    Thaís CoutinhoThaís Coutinho 30/6/2009

    Diet ou Light? Em que situação devemos escolhê-los
    para incluir na alimentação?

    Duas latas de refrigerante com escritos light e dietHoje em dia grande parte da população está preocupada com a qualidade de vida. Por este motivo a “procura” por uma alimentação saudável está cada vez mais frequente. Para alcançar este ideal é preciso combinar o equilíbrio da alimentação com a prática de atividade física. O importante é dar uma atenção especial na regularidade, na variedade e na qualidade dos alimentos que você está selecionando para sua dieta. Por isso, é preciso que se tenha sempre o acompanhamento de um nutricionista. Diante de tal fato, tem-se observado o uso indiscriminado e inadequado de produtos diet e light, sempre visando a perda de peso. Isso pode se tornar uma escolha errônea, por isso é importante conhecer a diferença entre eles.

    Segundo o Ministério da Saúde "alimentos dietéticos são aqueles especialmente formulados e/ou produzidos de forma que sua composição atenda às necessidades das dietas específicas de pessoas com exigências físicas, metabólicas, fisiológicas e/ou patológicas particulares". Ou seja, são aqueles alimentos que apresentam restrição de um dos ingredientes de sua formulação, não necessariamente o açúcar ou carboidrato. Eles podem também ser isentos de gorduras, colesterol, aminoácidos, proteínas ou de sódio.

    No caso dos produtos light, o Ministério da Saúde utiliza o termo para alimentos que têm diminuição ou abrandamento do teor de um ou mais componentes. A redução pode ser total ou parcial de, no mínimo, 25 % de um ingrediente em relação ao produto convencional. Ele pode ter reduzido os teores de gordura, carboidrato, açúcares e sódio.

    Portanto, conclui-se que os produtos dietéticos (diet) devem ser usados para pessoas que apresentam alguma enfermidade, como, por exemplo, os diabéticos, que não devem consumir o açúcar, os hipertensos, que não devem consumir o sódio, e assim de acordo com a necessidade do indivíduo. Já os produtos light podem ser consumidos de acordo com o objetivo de cada pessoa. Se a intenção for a perda de peso, a redução dos 25% deve ser nas calorias. Mais é importante ficar atento na quantidade que se consome, pois se for com exagero você pode acabar engordando.

    Como vimos, existe uma diferença sutil entre os termos, mas que pode passar despercebida pelo consumidor, principalmente aqueles que não têm o hábito de ler os rótulos dos produtos. A leitura dos rótulos e o seu entendimento são de suma importância, visto que, com esta prática, a escolha de alimentos saudáveis se torna mais fácil, contribuindo assim para uma alimentação equilibrada e uma melhora na qualidade de vida.

    Dicas:

    - Consuma produtos light e diet com moderação, pois o exagero pode causar prejuízos à sua saúde.

    - É sempre importante ler os rótulos dos produtos antes de comprá-los.

    - Para uma vida mais saudável procure o equilíbrio entre a alimentação e o estilo de vida.

     


    Thaís Coutinho 
    é Nutricionista e Personal Diet

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.