• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Sobre o vazio existencial... 


    Ana Pernisa 10/09/2020

    Vazio, aquela porta que você está sempre se negando a olhar e, vira e mexe se pega preenchendo de tantas coisas para não ter o que abri-la e olhar o que  está por detrás.  Porque às vezes, negamos a possibilidade de sua abertura,  por medo. O que podemos encontrar ali?  Um quarto em branco? O que está por detrás? E nesse lugar tão desconhecido do seu eu consciente, tem possibilidades? Ou ali está um pântano que precisa ser atravessado em um caminho nebuloso? Quem sabe  uma grande e perigosa  areia movediça? Como saber? Como, a não ser ousar, abrir e observar o lugar?

    Pois é... A questão é que não dá para evitar para sempre atravessar determinadas portas. E,  para isso, você precisa se atrever a pausar para descobrir. E quem disse que o vazio existencial é um estado de permanência e não de travessia? Bom, não sei... Só teremos a resposta nos permitindo dar os passos.
    Olhe para esse lugar!  Tome contato!  Observe e sinta. Pode ser que ali esteja a essência daquilo que realmente importa. Algo de você que nem conhece!

    Escrevo sobre isso porque, muitas vezes , paro para olhar... E o que constato? que a vida nos coloca frente a esse vazio para podermos acordar e, talvez, refinar. Esse momento pode ser um convite para uma pausa. E nela,  é possível  olhar e fazer as correções necessárias para um rumo a partir daí...

    Podemos evitar essa situação por muito tempo, porém, se não ousarmos olhar, acabamos por nos preencher de coisas que nos levam a lugares sem sentido e só vamos nos dar conta quando não suportamos mais..

    Se, ao contrário, nos permitirmos tomar contato com os nossos vazios, aceitando seu convite, passamos a entender que esse estado visita cada um de nós, em algum momento e pode ser um bom aliado. Negar, pode não ser saudável. A pausa é importante para corrigimos os nossos traçados perante a escrita da nossa história de vida.  Faz parte!

    E, à medida que a travessia vai acontecendo, em um dado momento, começamos a observar que existe algo além. Que o vazio não é o fim.  Que coisas novas podem brotar!

    Mas, para isso, é preciso que haja a abertura e o momento certo para que você tome contato com isso. É nesse lugar que você muitas vezes separa o joio do trigo. Começar a se reconhecer e chegar em sua essência. E aí tudo pode acontecer! Uma dica é não resistir... Entender que  tudo faz parte. E  para pausar por aqui, é bom lembrar que nesse caminho do  autoconhecimento, sempre é possível fazer essas travessias com um profissional capacitado, se assim desejar. Um beijo carinhoso.

    Ana Pernisa é Psicóloga, Pedagoga, Coach e Consteladora Familiar. Idealizadora do Grupo Terapêutico Companhia do Ser. Estudiosa e interessada em assuntos que possibilitam e sejam facilitadores ao desenvolvimento pessoal e profissional. Instagram: @pernisaana

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.