Quinta-feira, 28 de abril de 2011, atualizada às 12h12

Médicos decidem por deflagrar greve a partir de segunda-feira

Victor Machado
*Colaboração
Médico fazendo prescrição

A assembleia geral dos médicos decidiu, por unanimidade, deflagrar greve, por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira, 2 de maio. A decisão foi tomada pela categoria após reunião com a subsecretária de Pessoas da Secretaria de Administração e Recursos Humanos, Ana Angélica Andrade, para tratar das reivindicações para a campanha salarial 2011.

Segundo o presidente do sindicato dos médicos, Gilson Salomão, no encontro com a subsecretária não foi apresentada nenhuma proposta concreta. "A categoria decidiu pela greve, como forma de resposta ao governo." Samolão destaca que a decisão por unanimidade entre os mais de 130 médicos presentes na assembleia "mostra que ninguém está satisfeito com a situação."

Adesão

A expectativa de adesão da categoria à greve, segundo o presidente do sindicato, é de 100%. A partir de segunda-feira, 2 de maio, serão mantidos apenas os serviços de urgência e emergência das unidades públicas de Juiz de Fora. "Vamos manter apenas os casos graves porque não podemos negligenciar. Mas a categoria está toda unida e a greve terá adesão total."

Entre as reivindicações dos médicos estão melhorias salariais, implantação de critérios para plantão de urgência e emergência e flexibilização da escala de trabalho. Nesta quinta-feira, 28 de abril, uma audiência pública na Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF) discute a situação dos médicos do Sistema Único de Saúde da cidade.

*Victor Machado é estudante do 7º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.