• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Dermatologista alerta para hidratação da pele em dias de muito calor

    Além de consumir muita água, paciente deve utilizar loções hidrantes e tomar outros cuidados

    Lucas Soares
    Repórter
    24/10/2015

    As altas temperaturas que marcam o mês de outubro, batendo recordes de calor em várias partes do país, ligaram o sinal de alerta com o corpo. Manter-se hidratado é uma questão importante para todo o corpo, inclusive a pele, o maior órgão do corpo humano, que também sofre com as altas temperaturas. A dermatologista Vânia Piccinini (foto ao lado) explica os sintomas. "A pele fica escamando, geralmente esbranquiçada, trincada e áspera. O paciente nota, quando passa o hidratante, que algumas vezes nem penetra na pele." Na criança, além destes sintomas, um mais grave pode aparecer. "Se a criança não protege do sol, pode levar à desidratação, e é necessário internar. É falta de líquido mesmo. Nessa época do ano é muito comum, os cuidados devem ser redobrados. A criança tem que estar sempre em contato com água nessa época", diz.

    Segundo Vânia, para evitar este tipo de situação, o ideal é o uso constante de cremes hidratantes. "Eu gosto muito das loções e dos cremes mais hidratantes, com lactato de amônia, ureia, PCA Na, vaselina, que deve ser misturada com um creme ou óleo de amêndoa e/ou semente de uvas. Não precisa ser um creme caro para hidratar, têm boas opções no mercado que são baratas", fala. Além disso, outras medidas devem ser tomadas. "Não tome banhos muito quentes, principalmente no calor e com tempo seco, nem muitos banhos por dia. Uma coisa muito importante é beber muito líquido. Temos que tomar água, além de umidificar o ambiente, seja com um umidificador, ou uma bacia, uma toalha molhada... E usar o protetor solar, que é o mais importante", enumera.

    Vânia lembra que a crença popular de que a desidratação pode levar ao câncer de pele não passa de um mito. "Uma coisa não leva a outra. O câncer de pele é basicamente causado pelo sol, apenas o melanoma tem fator hereditário. O sol é cumulativo na pele. Às vezes o paciente diz que não está tomando sol, mas tomou a vida inteira. A orientação para crianças e adolescentes, desde já, é para tomar sol de maneira gradativa e pouco. O problema é ficar no sol duas a três horas direto", diz.

    Contudo, a dermatologista observa que os jovens estão mais conscientes do que os adultos em relação aos cuidados com a pele. "Não existe protetor solar 100, ele ajuda, mas devem ser tomados certos cuidados."

    Sabonetes

    Uma preocupação constante com a pele é em relação ao uso do sabonete, afinal, ele é o produto que é mais utilizado para manter a higiene. Com opções de líquido e em barra, a profissional explica que não há diferença entre esses tipos. "Não há diferença, há facilidade. Eu prefiro o líquido porque rende mais e é mais prático, mas acaba sendo mais caro."

    Os sabonetes para o rosto e para o corpo também são assuntos de atenção, principalmente para quem tem a pele mais oleosa. "Existe o sabonete para o rosto e para o corpo para quem tem problema de pele. Se o paciente não tiver, pode-se utilizar um sabonete só. A dica é um de erva doce, que hidrata mais. Quem tem a pele mais oleosa no rosto e no tronco, deve usar um degermante, que tira a oleosidade, que temos muito no mercado. Para cada pele é indicado um tipo de sabonete. Não existe diferença de sabonetes para homens e mulheres, o que muda é apenas o tipo de pele", garante.

    Outra afirmação feita por Vânia é em relação as pessoas que optam por tomar mais de um banho por dia. "Excesso de sabonete desidrata a pele. Ele tira a camada lipídica que a gente precisa. Se a pessoa gosta de tomar mais de um banho por dia, evita passar o sabonete em todos os banhos, passe em apenas um. Outra coisa é não passar direto na pele, optar por uma bucha. O sabonete tem muitos componentes para tirar a oleosidade que a gente tem, e é uma proteção natural", conclui.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.