• Assinantes
  • Saúde

    Exército se une à PJF na luta contra a dengue em Juiz de Fora

    Decisão foi anunciada no primeiro encontro do Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue

    Lucas Soares
    Repórter
    8/01/2016

    Foi realizada, na manhã desta sexta-feira, 8 de janeiro, no Centro de Vigilância em Saúde de Juiz de Fora, a primeira reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue. No encontro, que contou com a presença do prefeito Bruno Siqueira (PMDB), foi anunciada uma parceria do Exército Brasileiro com o poder público municipal no combate ao mosquito aedes aegypti.

    Conforme foi explicado pelo chefe do Estado Maior da 4ª Brigada de Infantaria Leve, coronel Janilson Campos Teixeira, o exército vai atuar em conjunto com a Prefeitura. "Vamos participar com aproximadamente 230 militares. Esses militares serão divididos em três agrupamentos: um para o mês de janeiro, outro para fevereiro e outro para março. Inicialmente, vamos atuar na Zona Norte da cidade, onde o foco da dengue é maior. Em seguida, vamos para os demais locais da cidade. A Secretaria Estadual de Saúde capitaneou o treinamento, que deverá durar três dias a parte teórica e dois dias a parte prática, para os militares que não estão acostumados com este tipo de missão, se inteirarem do que vai acontecer. A ação acontece de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, durante três meses", explica.

    O prefeito Bruno Siqueira também avaliou a parceria. "O Exército e o Governo Estadual estão comprometidos com esse trabalho. É muito importante a participação da população dentro das residências, para que cada cidadão possa tirar de dez a quinze minutos por semana, para verificar se existe algum foco de água parada. Toda a Prefeitura está trabalhando em conjunto, principalmente a Secretaria de Saúde, mas também a de Educação, que atua na conscientização. Temos também a parceria com o Estado, através da Superintendência Regional, que trará recursos financeiros. Vamos ter um grande número de pessoas trabalhando nos diversos bairros", afirma. Na reunião, também foi anunciada uma parceria com o Tupi, que irá trabalhar nos jogos e fornecer a imagem dos atletas para campanhas de combate ao mosquito da dengue.

    Situação de emergência

    Bruno Siqueira aproveitou a situação e falou à imprensa pela primeira vez sobre a situação de emergência na saúde municipal, declarada na última quinta, 7, através de decreto. "Ele veio exatamente para não acontecer colapso na saúde. A principal medida é a contratação de médicos para suprir as necessidades, principalmente no final de semana, e usar a rede hospitalar da cidade, caso haja a necessidade de alguma internação. O decreto dá uma amplitude de ações, que ficaríamos amarrados se não tivesse, para atender a urgência e emergência do nosso município e da região. Muitas cidades da região e de estados vizinhos estão com problemas e isso pode afetar Juiz de Fora. Essa série de ações vai dar apoio à nossa rede pública, caso necessário, para passar com tranquilidade os próximos meses, já que passamos por uma gravíssima crise financeira em nosso país, que afeta os repasses estaduais e federais", conta.

    O prefeito também afirma que este decreto, especificamente, não tem relação com a dengue, mas não descarta a possibilidade de um novo sobre o aedes aegypti. "Existe a possibilidade de contratação de novos agentes de endemia e isso irá acontecer nas próximas semanas, de acordo com os próximos LIRAs. Para fazer essa contratação, será necessário fazer um novo decreto", garante.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.