• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 29 de março de 2017, atualizada às 12h03, atualizada às 18h00

    Dois macacos são encontrados mortos no Vale do Ipê

    Da redação

    Os moradores do bairro Vale do Ipê, na região central de Juiz de Fora, foram surpreendidos na manhã desta quarta-feira, 29 de março, com a presença de dois macacos mortos. A Vigilância Sanitária foi acionada e retirou os corpos dos animais, encaminhando-os para análise.

    Em nota enviada à redação do Portal ACESSA.com, a Secretaria de Saúde (SS) esclarece que os animais possivelmente foram atropelados, mas mesmo assim, serão encaminhados para a Secretaria de Estado de Saúde (SES) para apuração da causa da morte, conforme protocolo estabelecido pelo governo. Além disso, a pasta reforça que dois casos já foram descartados pela pasta e que, em outros, os animais podem ter sido envenenados. Veja a nota.

    "O Departamento de Zoonoses da Secretaria de Saúde (SS) foi acionado para recolher dois primatas, uma mãe e um filhote, no bairro Vale do Ipê na manhã desta quarta-feira. Os técnicos recolheram os animais, que apresentavam fraturas sugestivas de atropelamento, e preparam o material para enviar para Secretaria de Estado da Saúde (SES) para apuração da causa da morte.

    A SS já recebeu dois resultados NEGATIVOS PARA FEBRE AMARELA. Um do macaco encontrado no estacionamento da Catedral, no centro da cidade, e outro encontrado na Zona Rural.

    Em alguns casos, os macacos apresentavam sinais de atropelamento, agressão ou até mesmo exame sugestivo para envenenamento. A SS faz um apelo à população que não mate os macacos. Eles não transmitem a febre amarela, e sim são vítimas da doença e importante sentinelas. Matar animais silvestres é crime previsto em lei."

    Novo boletim da SES-MG

    A Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgou nesta quarta-feira, 29, um novo boletim com os casos de febre amarela. Em todo o estado, foram notificados 1.124 casos suspeitos em humanos, distribuídos entre 97 municípios, sendo que desses 398 foram descartados e 376 são casos confirmados. Em relação aos óbitos, foram notificados 201 óbitos. Desses, 137 foram confirmados para Febre Amarela. O número total de municípios com epizootias confirmadas para febre amarela é de 104. Registros em macacos estão em investigação em 11 cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes, que não estavam no informe anterior. Já em humanos, dois casos foram descartados e um entrou em investigação.

    Mortes de primatas estão em investigação nas cidades de Senhora dos Remédios, Recreio, São João del Rei e Muriaé. Os casos se unem aos que já eram investigados em Argirita, Cataguases, Lima Duarte, Belmiro Braga, Viçosa, Tocantins, Ubá, Goianá, Rio Novo, Além Paraíba, Fervedouro e Visconde do Rio Branco.

    Entre as mortes de primatas confirmadas por febre amarela, permanecem Leopoldina, Ewbank da Câmara, Juiz de Fora e Divino, sem alteração em relação ao último boletim divulgado. Em humanos, dois casos de febre amarela foram descartados, em Espera Feliz e Orizânia. Na região, há apenas um caso confirmado, em Carangola.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.