• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Sexta-feira, 18 de outubro de 2019, atualizada às 10h50

    Dia “D” de vacinação contra o sarampo acontece no sábado

    Da redação

    Neste sábado, 19 de outubro, acontece o Dia D de Imunização Contra o Sarampo, dentro da Campanha Nacional de Vacinação, conforme previsto pelo Ministério da Saúde (MS). Nesse dia, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizará doses da vacina para o grupo prioritário da primeira fase da campanha, composto por crianças com faixa etária entre seis meses a menores de cinco anos. A campanha será de 8h às 17h.

    A vacina estará disponível nas 63 unidades básicas de Saúde (UBSs), no Departamento de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (DSMCA) e no Pronto Atendimento Médico (PAM) Marechal. Além desses, posto extra estará disponível na Igreja Sagrado Coração de Jesus (Rua Alberto Vieira Lima, 50, Bairro Bairu), das 8h às 17h.

    De acordo com a gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Dvea), Cecília Kosmann, o Dia “D” da campanha “facilita aos pais ou responsáveis que trabalham durante a semana levar os filhos para receber a dose da vacina. Vale lembrar que a imunização é a única forma de prevenção contra o sarampo”.

    Em crianças, a primeira dose deve ser administrada aos 12 meses. Já a segunda vacina é aplicada aos 15 meses de vida.

    Dose zero

    Seguindo recomendação recente do MS, publicada em agosto de 2019, crianças na faixa etária de seis meses a menores de um ano devem ser vacinadas contra o sarampo. Esta dose não é válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança, ou seja, com um ano deverá tomar a primeira dose, e com 15 meses a segunda, para que seja considerado imunizado.  

    Esquema vacinal

    A vacina contra o sarampo, conhecida como tríplice viral, faz parte do “Calendário Nacional de Vacinação” e está disponível durante o ano todo nas salas de vacinação do Município. São necessárias duas doses para a pessoa estar imunizada por toda a vida, ou seja, as doses administradas no passado são válidas e não há necessidade de se vacinar novamente. É imprescindível que crianças, adolescentes e adultos estejam com a caderneta vacinal ao procurar uma unidade de saúde. Quem não tiver em mãos o cartão, e não souber se já foi imunizado, deve procurar a UBS de referência para análise do caso e vacinação, quando o profissional de saúde responsável pelo atendimento entender como necessária.

    Contraindicações da vacina

    A vacina é contraindicada em registro de imunodeficiências congênitas ou adquiridas (clínica ou laboratorial grave), infecção pelo HIV em pessoas com taxas de CD4 (células do sistema imunológico) menor que 15%, gestantes e quem tiver alergia grave aos componentes da fórmula.

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.