Em 24h, JF confirma mais 14 mortes por Covid-19

Secretaria de Saúde apresenta Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19

da Redação - 18/01/2021

Juiz de Fora registrou mais 14 mortes por Covid-19,  na últimas 24, segundo a Secretaria de Saúde. Com a atualização a cidade tem 628 óbitos confirmados pela doença. Além disso, são mais 306 confirmações, totalizando 15.692, 51.222 casos suspeitos e 13.834 pacientes recuperados.

Das últimas 14 vítimas, cinco foram mulheres (com 58, 70, 74, 79, 80 e 84anos) e oito homens (67, 67, 72, 73, 74, 74, 77, 77). Apenas um idoso, de 72 anos, que morreu nesta segunda feira e uma idosa, de 67 anos, que teve a morte confirmada na sexta-feira, 15, não apresentavam comorbidades.

Óbitos

Óbito 615: masculino, 77 anos. Óbito em 15/01. Comorbidades: DCC, HAS, DM, CA

Óbito 616: masculino, 72 anos. Óbito em 18/01. Sem comorbidades relatadas

Óbito 617: feminino, 70 anos. Óbito em 18/01. Comorbidades: HAS, obesidade

Óbito 618: feminino, 58 anos. Óbito em 10/01. Comorbidades: DCC, DM, DRC

Óbito 619: feminino, 79 anos. Óbito em 16/01. Comorbidades: HAS, DM

Óbito 620: masculino, 74 anos. Óbito em 15/01. Comorbidades: DCC, DM

Óbito 621: feminino, 74 anos. Óbito em 15/01. Comorbidades: HAS, DM

Óbito 622: feminino, 80 anos. Óbito em 15/01. Comorbidade: talassemia

Óbito 623: masculino, 74 anos. Óbito em 17/01. Comorbidades: DCC, DM, DRC

Óbito 624: masculino, 67 anos. Óbito em 15/01. Sem comorbidades relatadas

óbito 625: masculino, 77 anos. Óbito em 17/01. Comorbidades: DCC, DM, DNC

Óbito 626: feminino, 84 anos. Óbito em 17/01. Comorbidades: DCC, DM

Óbito 627: masculino, 67 anos. Óbito em 16/01. Comorbidades: DCC, DM, CA

Óbito 628: masculino, 73 anos. Óbito em 18/01. Comorbidades: DCC, DRC


Atualmente, 392 pacientes estão internados por Covid-19 no município, sendo que 150 na UTI e 242, na enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI dos SUS é de 78,16% e na rede privada, 84,55%.

No momento, três pacientes aguardam por leitos de UTI por Covid-19 e 16 para leitos de enfermaria.

No final de semana

Juiz de Fora chega a 614 óbitos confirmados por Covid-19, segundo o Boletim da Secretaria de Saúde divulgado neste domingo, 17 de janeiro. Conforme os dados do Painel Gerencial, a cidade tem 50.708 casos suspeitos e 15.386 confirmados.

No sábado, a cidade tinha 605 mortes confirmadas. Das últimas noves vítimas, cinco foram mulheres (com 42, 47, 56, 69 e 81 anos) e quatro homens (47, 53, 65 e 86 anos).

Plano de imunização

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Juiz de Fora apresentou nesta segunda, 18 de janeiro, o Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19. Segundo a nota, "a imunização começará assim que as vacinas chegarem".

O Plano de Operacionalização será dividido em três etapas: pré-campanha, campanha e pós-campanha. A organização se dará em torno de cinco eixos; imunização, farmacovigilância, sistemas de informação, comunicação social e segurança pública.

Público-alvo e grupos prioritários

A Subsecretária em Vigilância e Saúde, Cecília Kosmann, explicou como estão distribuídos os grupos prioritários. Segundo ela, a aplicação dos imunizantes acontece em três fases com grupos prioritários em cada uma delas. A primeira fase contempla três grupos prioritários: o primeiro tem como foco a imunização dos trabalhadores da saúde da área assistencial que estão na linha de frente; trabalhadores em instituições de longa permanência; profissionais de residências terapêuticas. O segundo grupo abrange pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas, pessoas de 18 anos ou mais com deficiência, em residências inclusivas; e idosos com 75 anos ou mais; e o terceiro grupo os demais trabalhadores da saúde.

Na segunda fase, a prioridade é para idosos entre 60 e 74 anos e na terceira, pessoas com comorbidades, como diabetes, hipertensão sistêmica grave e doença renal, entre outras. O público prioritário estimado em todos esses grupos no município é de 135.223 pessoas.

No primeiro momento não haverá vacinação nas UBSs e demais unidades de imunização. Uma equipe de vacinadores vai se dirigir aos hospitais para imunizar os profissionais que se encontram nos grupos emergenciais. Renata Prado, Subsecretária de Urgência e Emergência, explica que a vacinação dos profissionais de saúde que atuam em locais com alta exposição à carga viral é fundamental para permitir que o sistema funcione sem interrupções.

Estrutura para vacinação

A cidade já dispõe de estrutura montada para a vacinação. Estarão disponíveis uma rede de frio, para manutenção das vacinas com as características iniciais, 56 salas de vacinas serão utilizadas, 54 delas em Unidades Básicas de Saúde (UBS), uma no Departamento de Saúde do Idoso e um posto drive-thru localizado na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Não haverá, neste primeiro momento, vacinação no PAM-Marechal. Trezentos e cinquenta e oito enfermeiros e técnicos de enfermagem da Atenção Primária e Vigilância à saúde foram destacados para atuar na campanha. As salas de vacinação deverão permanecer abertas de 8h às 18h.

Locais de vacinação

As unidades responsáveis pela coleta de amostras para testagem da Covid-19 não vão participar da vacinação devido a maior circulação de pacientes com suspeita ou confirmação da doença. É o caso do PAM Marechal e das UBSs Cidade do Sol, Vila Ideal, Dom Bosco e Nossa Senhora Aparecida. Estão previstos ainda o uso de oito drive-thrus, assim como postos volantes em praças, igrejas e escolas.

Para evitar aglomerações, na primeira quinzena será suspensa a vacinação de rotina nas unidades que participarão da campanha. O procedimento será mantido nas Unidades Básicas que não participam da imunização e no Departamento da Mulher, Criança e Adolescente (DSMCA).

Com informações de

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.