Armando Falconi Filho Armando Falconi Filho 04/06/2008

Alho Allium sativum

Foto de Falconi segurando alhos O alho, Allium Sativum, da família Liliaceae (a mesma da cebola e da cebolinha), é encontrado na forma de raiz. É uma planta assexuada que se propaga através do plantio dos bulbilhos ou dentes.

O bulbo é a parte utilizada. O bulbo tem a forma arredondada, conhecido como cabeça, composto por 10 a 12 dentes, envoltos por uma casca, que pode ser branca, rosada ou roxa. Do bulbo desenvolve-se um talo, longo e fino e que no seu extremo localiza-se uma flor. Ele também apresenta folhas longas e achatadas como capim.

É um tônico geral e um poderoso medicamento no tratamento de doenças pulmonares, como a bronquite e a asma. É também eficaz nos casos de gripe, tosse e expectoração. Segundo o Ayurveda (medicina da Índia), é indicado nas doenças cardiovasculares devido a sua propriedade de diminuir o colesterol sangüíneo. É um potente anti-reumático.

O alho é o remédio preferido dos adeptos da terapia com ervas e dos naturopatas, é usado há cerca de 5 mil anos, terapeuticamente.

Pasteur relatou, em 1858, a atividade antibacteriana do alho que tem sido confirmada por diversos autores até hoje. Em laboratório, mediante diluição em série, o extrato fresco de alho mostrou ser capaz de inibir o crescimento de 14 espécies de bactérias, entre as quais o Stafilococcus aureus, Klebsiella peneumoniae e Escherichia coli, que são bactérias potencialmente maléficas à saúde. Isto ainda ocorreu, mesmo usando o extrato de alho diluído 128 vezes.

Em 100 gramas de alho há:
Energia: 135 calorias;
Água: 66,57%;
Hidratos de Carbono: 26,31%; 
Proteínas: 6,76%;
Gorduras: 0,06%;
Sais: 0,3%;
Carboidratos: 29,3g;
Proteínas: 5,3g;
Lipídeos: 0,2g;
Vitamina B1 (Tiamina): 224,00 mg;
Vitamina B2 (Riboflavina): 74,00 mg;
Vitamina B3 (Niacina): 0,29 mg;
Vitamina B6: 3,33mg;
Vitamina C (Ácido Ascórbico): l4 mg;
Potássio: 400mg;
Cálcio: 181 mg;
Fósforo: 150 mg;
Ferro: 1,7 mg;
Cobre: 0,26 mg
Algumas indicações do alho - quantidade mínima de 8g/dia
Foto de alhos
  • Nervosismo, o alho acalma os nervos.
  • Pressão alta, ele ajuda a baixar a pressão.
  • Epilepsia, comer alho regularmente ou tomar seu chá.
  • Mordidas venenosas, amassar o alho e aplicar no local, destrói o veneno e limpa o sangue.
  • Malária - comer alguns dentes de alho cru todo dia.
  • Vermes - tomar alho com leite em jejum e também duas a três vezes ao dia.
  • Ácido Úrico - é desmanchado pelo alho nos casos de reumatismo, gota, artrite e ciática.
  • Doenças dos rins e bexiga - comer pouco, caso contrário causa irritação.
  • Diabete - amassar o alho cru e comê-lo com salada de tomate, isto cura a diabete.
  • Fraqueza Sexual e de todo o corpo - o alho fortifica muito o corpo, dá resistência e aumenta o vigor sexual.
  • Gripes e resfriados - combatem-se com chá de alho, limão e mel.
  • Doenças do estômago e intestinos - o alho causa secreção de enzimas digestivas. Porém, deve-se comer pouco e misturados a outros alimentos. Para quem tem estômago fraco, deve-se comê-lo cozido.
  • Favorece o bom funcionamento do sistema imunológico.
  • Palpitações do coração.
  • Aumenta a longevidade
  • Reduz a glicose sanguínea.
  • Reduz o colesterol LDL (ruim).
  • Combate bactérias e vírus.
  • Melhora a qualidade de vida.
  • Pneumonia.
  • Hepatite - alho é muito eficaz.
  • Reduz os riscos de infarto.
  • Previne a aterosclerose.
  • Aumenta o colesterol HDL (bom).
  • Previne o câncer.
  • Lepra.
  • Dor de dente.

Foto de Falconi segurando dois alhos Se não bastasse todos os benefícios à saúde descritos, o alho ainda possui propriedades hipoglicemiantes. O extrato de alho mediante seu componente sulfóxido S-alilciteína, reduz significantemente a glicose sangüínea. O mecanismo provável desta atuação se deve, ao menos em parte, ao estímulo à secreção de insulina pelas células ß do pâncreas.

Em resumo, os dados dos estudos apontam que o consumo regular do alho traz diversos benefícios à saúde. Isto torna o alho uma especiaria extremamente atrativa de ser incluída no cardápio diário não somente pelo seu aroma e sabor, mas também pelos seus benefícios terapêuticos.

O Poder da Alicina

O componente alicina: é responsável pelo odor característico do alho e, inibe o desenvolvimento de bactérias, destrói fungos, estimula o fluxo das enzimas digestivas e elimina toxinas através da pele.

A alicina, é um líquido de coloração amarelada, só aparece de fato quando o alho é mastigado ou cortado, rompendo-se as células do bulbo.

Experiências comprovam que a alicina é um antimicrobiano poderoso. Atua, por exemplo, na morte de bactérias gram-negativas, causadoras de infecções e furunculoses. Funciona também como agente antiviral, combatendo, entre outros o vírus da gripe.

Outros estudos, porém, apontam nos derivados do enxofre um efeito diferente, mas igualmente benéfico: o fortalecimento do sistema imunológico, com o aumento do número de linfócitos T, uma das mais combativas células de defesa do sangue. Dessa forma, a proliferação dos microorganismos também ficaria prejudicada.

Alho reduz risco de câncer

Foto de Falconi segurando várias cabeças de alho Cientistas da Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, nos Estados Unidos, apresentaram evidências de que o consumo regular de alho cru ou cozido pode diminuir o risco de certos tipos de câncer.

Segundo os pesquisadores, quem ingere com freqüência o condimento corta pela metade a possibilidade de surgimento de tumores no estômago, quando se compara com os indivíduos que nem passam perto do vegetal. No caso de câncer de intestino, o perigo é reduzido em mais de dois terços.

A boa notícia foi publicada na edição de outubro do American Journal of Clinical Nutrition. Os pesquisadores chegaram a essas conclusões depois de analisar informações de 22 estudos de vários países sobre as propriedades do alho contra o câncer.

Para eliminar o cheiro do alho - pode-se fazer o seguinte: escovar os dentes, tomar chá morno quase quente, iogurte ou coalhada natural depois de comer alho. Mastigar folhas de salsa ou de confrei. Tomar suco de limão meia hora após.

O suor de quem come alho tem um cheiro mais forte no começo, porque está eliminando impurezas do corpo.

Com sinceros votos de muita paz a tudo e a todos, ficamos à disposição para responder e esclarecer pontos relacionados a este tema. Quer saber mais? Entre em contato conosco, pois as informações são muitas, mas o espaço do artigo é limitado. Aguardamos seu e-mail.

Encerramos com saudações holísticas!


Armando Falconi Filho
é terapeuta holístico, consultor, conferencista e advogado
Saiba mais clicando aqui.

Sobre quais temas (da área de terapia holística) você quer ler nesta seção? O terapeuta Armando Falconi aguarda suas sugestões no e-mail viver_serholistico@acessa.com

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.