Juiz de Fora - MG

Quarta-feira, 16 de julho de 2008, atualizada às 15h17

Justiça eleitoral impede candidatura de Rose França e João de Deus



Priscila Magalhães
Repórter

A Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de candidatura à reeleição dos vereadores João Batista de Oliveira, o João de Deus (PMDB), e Rose França (PSC). Os dois estão respondendo por processo criminal.

A decisão foi tomada pela diretora do Foro Eleitoral, Maria Lúcia Cabral Caruso. A sentença de indeferimento vai ser publicada nesta quarta-feira, 16 de julho, e os vereadores têm três dias para recorrer da decisão.

A vereadora Rose França diz que vai recorrer e declara que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) só não permite a candidatura de quem já foi condenado e não tem direito a recurso. Ela ainda diz que não acha correto perder os direitos políticos enquanto está respondendo por processo. "Se alguém não gosta de um vereador e o denuncia, ele perde os direitos até provar que não é verdade?", questiona.

Ela nega que responde pelos crimes de estelionato e sonegação de contribuição previdenciária. "Estou respondendo por um fato acontecido em 1999, quando nem imaginava ser vereadora. Não foi no meu mandato". Ela também se defende, dizendo que teve problemas com a concessão de três aposentadorias, na época. "Tudo já está regularizado. As pessoas já refizeram o processo e estão recebendo". A vereadora se diz tranqüila e afirma que vai provar sua inocência.

O vereador João de Deus não foi localizado para comentar o assunto.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.