• Assinantes
  • Autenticação
  • Só Sabor

    Zona da Mata Mineira é grande produtora de abóbora A abóbora tem vitamina A, C, ferro e é rica em fibras. Ela pode ser incluída na alimentação sem medo, pois é um vegetal pouco calórico



    Priscila Magalhães
    Repórter
    01/11/2008

    É possível usar a abóbora como ingrediente para pratos doces ou salgados. Ela é muito usada com camarão, carne seca, em purês, em doces pastosos e em compota. Trata-se de uma alimento de fácil acesso à população, principalmente na Zona da Mata Mineira, grande produtora.

    O comerciante do Mercado Municipal de Juiz de Fora, Carlyle Lopes Barros, diz que na região são produzidas abóboras japonesa, caravela, baiana e moranga. A japonesa tem origem no oriente e as sementes são importadas do Japão, segundo Carlyle. É este tipo que apresenta a casca verde bem escura. "Elas são muito produzidas em Barbacena por causa da temperatura mais baixa", explica.

    Nas cidades de Piau, Rio Pomba e Tocantins são produzidas as abóboras baiana e caravela. A primeira é bem pequena e redondinha. Ela tem a casca verde clara com algumas manchas. A outra é muito grande e tem a casca branca. O outro tipo é a moranga, ela tem a casca laranja e é mais procurada para fazer recheada.

    Calorias

    A abóbora é um vegetal considerado saudável, podendo ser incluído na alimentação sem maiores preocupações. A nutricionista Wanessa Aquino explica que ela pertence grupo de vegetais do tipo B, que apresenta nível intermediário de carboidratos, ou seja, açúcares e glicose.

    Foto de abóbora caravela Foto de abóbora moranga

    Por esse motivo, ela é pouco calórica. "Em cada cem gramas de abóbora há entre dez e 15 gramas de carboidratos e 20 calorias", diz. Em uma comparação com os outros tipos de vegetais, ela diz que a abóbora pode ser consumida mais à vontade que a batata ou inhame, por exemplo. É que eles fazem parte da classificação C, com quantidade de carboidratos superior a 15 gramas para cada cem gramas de alimento. "Quanto mais carboidratos, mais contribui para aumentar a obesidade."

    Vegetal nutritivo

    A abóbora tem vitaminas A, C, ferro e fibras. A primeira é importante para conservar a visão e preservar a pele, mantendo-a íntegra. Ela também favorece o sistema imunológico, ajudando a proteger o organismo contra as substâncias ruins. O pigmento amarelado também proporciona vantagens ao organismo. Ele é o caroteno, substância que faz parte da vitamina A e tem os mesmos benefícios.

    A vitamina C mantém as mucosas íntegras, protegendo gengiva e língua. Ela é antioxidante, atenuando o envelhecimento. A nutricionista explica que os fumantes, assim como quem toma bebida alcoólica com intensidade deve aumentar o consumo dessa vitamina. "A bebida, o cigarro e as drogas degradam as células e a vitamina ajuda a prevenir esses danos."

    Foto de abóbora japonesa Foto de abóbora baiana

    O ferro ajuda a prevenir a anemia, que deixa a pessoa apática, cansada e lenta. "Quando as crianças estão anêmicas, ela desenvolvem o raciocínio lento", ressalta. Entretanto, Wanessa faz um alerta. Segundo ela, o ferro dos vegetais não é o mesmo existente na carne. Este é absorvido facilmente pelo organismo, o que não ocorre com os vegetais, como a abóbora, as folhas verde-escuras e o feijão. É preciso auxiliar a absorção, associando o consumo desse alimentos com uma fruta que tenha vitamina C. Mas a nutricionista avisa que o consumo da fruta deve ser imediato. "Pode ser um suco de laranja, abacaxi ou acerola."

    Outra dica é usar a abóbora crua na produção de sucos. "Assim como a cenoura é usada nos sucos de laranja, a abóbora também pode", recomenda Wanessa. Tanto a casca da abóbora quanto suas sementes são ricas em fibras. Para utilizá-las na alimentação, o vegetal pode ser cozida com a casca. As sementes, quando levadas ao forno, ficam secas e podem ser incluídas na alimentação. "As fibras regulam o funcionamento do intestino e previnem doenças cardiovasculares", ressalta.

    Dicas de consumo

    Foto de Wanessa Aquino A maioria dos pratos produzidos com a abóbora pedem que o vegetal seja cozido. Por isso, a preocupação de Wanessa a respeito do seu preparo de forma correta, já que o alimento é composto de vitaminas hidrossolúveis, que se perdem em água. Elas são as vitaminas do complexo B e C. Por isso, o ideal é cozinhar no vapor. Se não for possível, deve-se colocar pouca quantidade de água, suficiente para o cozimento e deixar a panela tampada. "Assim cozinha mais rápido e o alimento fica menos tempo na água."

    Outra dica é colocar a abóbora para cozinhar quando a água já estiver fervendo. Não se deve acrescentar bicarbonato de sódio durante o cozimento ou qualquer outro elemento com a finalidade de realçar a cor do alimento. "Isso favorece a perda de vitaminas. É melhor cozinhar sem nada. O ideal é colocar o sal à mesa."

    A abóbora é usada em sopas, purês, acrescentada a pães para ficar colorida e nutritiva, refogada com óleo e tempero e usada no preparo de doces. Os vegetarianos mais exóticos comem a abóbora crua. "Eles tiram a casca bem fininha e comem assim."


    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.