• Assinantes
  • Autenticação
  • Só Sabor
    Felipe Reis Felipe Reis 11/8/2012

    Nhoque com inspiração praiana para comemorar com o paizão

    NhoqueOlá, pessoal! Conseguiram descobrir porque nossa receita de hoje tem clima praiano? Pega aquela cervejinha e junte com camarão. Para ficar melhor mesmo só vai faltar a praia.

    Dessa vez, vou dividir com vocês a minha receita de massa de nhoque, caso queiram provar. O bom do nhoque é que pode ser feito com dois ingredientes básicos, batata e farinha. O uso do ovo não é obrigatório, mas ele ajuda a dar liga na massa, tornando-a mais maleável e mais macia. Eu costumo usar somente a gema, já que a clara dá elasticidade à massa, desnecessária ao nhoque. Outros pontos positivos do nhoque é que ele combina com qualquer molho, pode ser congelado e fica ótimo frito, servindo de entrada ou petisco.

    Antes, aviso que a pesagem dos ingredientes não precisa ser exata. A quantidade de farinha depende muito da umidade da batata e do tamanho do ovo. Claro que vou passar as medidas aproximadas, mas a quantidade de farinha para acertar o ponto você que vai achar.

    Para facilitar, dividi cada etapa em receitas separadas e com o tempo de preparo individual. Se aproveitar o cozimento da batata e preparação do nhoque para deixar o restante dos ingredientes preparados e ir adiantando o molho, o tempo total diminui para uma hora e quinze minutos. Esta receita é especial por dois motivos: teve a participação de amigos na escolha e dá para fazer neste domingo, 12 de agosto, no Dia dos Pais, e, de quebra, aproveitar para ganhar uns pontos com o seu velho.

    Nhoque de batatas ao molho de camarão na cerveja

    Nhoque de batatas

    • 1 kg de batatas lavadas
    • de 1 a 2 xícaras de farinha de trigo + quantidade extra para enfarinhar e abrir a massa
    • 1 gema de ovo
    • pitada de noz moscada
    • ¼ de colher de sopa de sal

    Comece cozinhando em água um quilo de batata com a casca, por aproximadamente 20 minutos. O tempo que vamos precisar para fazer o molho de cerveja. A receita vem em seguida, logo abaixo. Quando tiver terminado o molho, escorra a água das batatas, deixe esfriar um pouco e retire as cascas. Amasse as batatas, com o espremedor ou garfo mesmo. Coloque uma pitada de noz moscada e a gema do ovo. Pode colocar ¼ de colher de sopa de sal. É opcional. Misture. Depois, acrescente uma xícara de farinha de trigo. Essa é a quantidade mínima a ser utilizada.

    Uma dica para saber se a massa está no ponto: depois de misturar a xícara de farinha, ferva um copo de água e coloque uma bolinha da massa. Assim poderá ver a consistência do nhoque e, se precisar, acrescente mais farinha. Se começar a despedaçar ou empapar, misture aos poucos mais farinha na massa. Não ultrapasse o total de duas xícaras, senão vai virar nhoque de farinha e perderá todo o sabor da batata. A textura correta da massa é próxima a de purê, um pouco mais encorpada.

    Enfarinhe uma superfície limpa e seca, pegue um pouco da massa e faça um rolo bem comprido. Enfarinhe mais se começar a grudar massa na área de trabalho. Corte em pedaços da largura de um dedão e polvilhe mais um pouco de farinha.

    Você pode deixá-los como estão, mas continue lendo para aprender a moldar as ondulações que, além tornar seu nhoque mais bonito, também servem para aderir mais o molho. Para isso, tudo que você precisa é de um garfo. Pegue cada nhoque cortado, pressione e enrole a massa para baixo dos dentes do garfo. Um lado do nhoque terá os cumes e outra terá um recuo pequeno. Ambos são bons para grudar mais o molho.

    Mantenha as mãos e o garfo bem secos. Passe farinha se necessário. É importante que o pedaço de massa que você pegou, não esteja com excesso de farinha. Senão vai parecer que você fechou o nhoque atrás, mas na hora que for cozinhá-lo ele abrirá. Ficará parecendo uma moeda.

    Vai precisar de prática e um pouco de paciência para pegar o jeito, mas uma vez que conseguir verá como é realmente fácil - prometo! Você vai achar que está em uma linha de produção de tão rápido que vai fazer. Mas não se frustre. Se tiver complicado faça segurando a massa na mão. No final das contas, independente de como ficar, ele terá o mesmo gosto. Repita o procedimento todo até terminar a massa. O processo todo deve durar cerca de 45 minutos.

    Em um tabuleiro, coberto com plástico filme e enfarinhado, deposite os nhoques, mantendo distância entre eles. Quando tiver cheio, polvilhe mais farinha por cima. Na hora de cozinhar, em uma panela, ponha quatro litros de água e deixe ferver. Depois jogue uma colher de chá de sal grosso ou uma de sopa de sal comum e coloque os nhoques. Quando boiar, entre dois a três minutos, já está pronto. Retire com uma escumadeira e reserve.

    Você pode ainda, ao invés de cozinhar, guardá-los para uso futuro. Para isso, coloque o tabuleiro no freezer e após congelarem transfira para um saco plástico. O nhoque pode ser mantido congelado por até seis semanas.

    Molho de cerveja

    • 355 ml (uma long neck) de cerveja tipo ale
    • 2 colheres de sopa de manteiga
    • 1 cebola grande
    • 4 dentes de alho
    • Mix de pimentas a gosto
    • 1 lata de tomate inteiro pelado
    • Coentro a gosto
    • Salsa a gosto
    • 200 ml de creme de leite (opcional)

    Esse molho vai demorar entre 20 e 25 minutos para ficar pronto. Aqueça as duas colheres de manteiga e refogue uma cebola grande, bem picadinha, até dourar. Acrescente o alho picado e salteie por mais 2-3 minutos. Agora adicione o mix de pimentas. Eu usei meia pimenta jalapeño verde sem sementes em pedaços pequenos, meia colher de sopa de pimenta calabresa e meia também de pimenta do reino preta. Use a que você preferir. Junte o coentro e a salsa picados. Por último, coloque a cerveja e deixe reduzir em fogo médio. O álcool evapora e fica só o sabor.

    Minha sugestão é que você use uma cerveja tipo ale. Pode ser a pale ale – ale clara, a red ale ou golden ale, essa última a que mais combina com frutos do mar. Ou então a stout, cerveja preta forte e mais amarga. Claro que eu usei a stout, que é mais acentuada. Todas são encontradas em cervejarias, lojas especializadas e em supermercados também. A pilsen nossa de cada dia fica muito sutil e seu sabor acaba se perdendo no prato.

    Destrinche uma lata de tomates pelados e depois acrescente ao molho reduzido. Mantenha no fogo, por mais ou menos dez minutos, para que volte a reduzir em 1/3. Pode ser feito com o tomate mesmo, quatro bem picadinhos, mas o preço do tomate está pela hora da morte recentemente. Assim, o tomate em lata acaba saindo mais em conta, além de acelerar o tempo de preparo também. Se preferir e quiser dar mais cremosidade, coloque 200 ml de creme de leite e mexa até ficar bem encorpado. Desligue e acerte o sal. Reserve.

    Camarão na cerveja

    • 400 gramas de camarão limpo
    • 150 ml de cerveja tipo golden ou red ale
    • 2 colheres de manteiga
    • Alho amassado a gosto
    • Coentro a gosto
    • Tomilho fresco a gosto.

    Chegamos à última parte. Novamente, aqueça duas colheres de manteiga e frite o alho amassado, o coentro e o tomilho picados até o alho ficar levemente dourado. Fique de olho pois não demora muito. Adicione os camarões e salteie até que estejam rosados. Acrescente a cerveja e ferva por um minuto.

    Retire os camarões para não cozinharem demais. Deixe o caldo de manteiga e cerveja engrossar, depois volte com o camarão. Você pode misturar o camarão na cerveja com o molho de cerveja, ou montar separado: nhoque, molho e o camarão por cima.

    Nosso nhoque com molho de camarão na cerveja pode ser servido com lascas de queijo parmesão, pimenta do reino moída e acompanhado de um bom vinho branco ou o que sobrou da cerveja. Bem... isso se já não tiver bebido enquanto preparava esse prato.

    Mais receitas


    1 kg de batatas lavadas  de 1 a 2 xícaras de farinha de trigo + quantidade extra para enfarinhar e abrir a massa 1 gema de ovo pitada de noz moscada ¼ de colher de sopa de sal Comece cozinhando em água um quilo de batata com a casca, por aproximadamente 20 minutos. Amasse as batatas, com o espremedor ou garfo mesmo. Coloque uma pitada de noz moscada e a gema do ovo. Pode colocar ¼ de colher de sopa de sal. É opcional. Coloque uma pitada de noz moscada e a gema do ovo. Pode colocar ¼ de colher de sopa de sal. É opcional. Coloque uma pitada de noz moscada e a gema do ovo. Pode colocar ¼ de colher de sopa de sal. É opcional. Misture Depois, acrescente uma xícara de farinha de trigo. Enfarinhe uma superfície limpa e seca, pegue um pouco da massa e faça um rolo bem comprido Corte em pedaços da largura de um dedão e polvilhe mais um pouco de farinha. Pegue cada nhoque cortado, pressione e enrole a massa para baixo dos dentes do garfo. Um lado do nhoque terá os cumes e outra terá um recuo pequeno. Ambos são bons para grudar mais o molho. Em um tabuleiro, coberto com plástico filme e enfarinhado, deposite os nhoques, mantendo distância entre eles. Quando tiver cheio, polvilhe mais farinha por cima. 355 ml (uma long neck) de cerveja tipo ale 2 colheres de sopa de manteiga 1 cebola grande 4 dentes de alho Mix de pimentas a gosto 1 lata de tomate inteiro pelado Coentro a gosto Salsa a gosto 200 ml de creme de leite (opcional) Aqueça as duas colheres de manteiga. Refogue uma cebola grande, bem picadinha, até dourar. Acrescente o alho picado e salteie por mais 2-3 minutos. Adicione o mix de pimentas. Junte o coentro e a salsa picados. Coloque a cerveja e deixe reduzir em fogo médio. Destrinche uma lata de tomates pelados e depois acrescente ao molho reduzido. Mantenha no fogo, por mais ou menos dez minutos, para que volte a reduzir em 1/3. Coloque 200 ml de creme de leite e mexa até ficar bem encorpado. Desligue e acerte o sal. Reserve. 400 gramas de camarão limpo 150 ml de cerveja tipo golden ou red ale 2 colheres de manteiga Alho amassado a gosto Coentro a gosto Tomilho fresco a gosto Aqueça duas colheres de manteiga. Frite o alho amassado, o coentro e o tomilho picados até o alho ficar levemente dourado. Adicione os camarões e salteie até que estejam rosados. Acrescente a cerveja e ferva por um minuto. Retire os camarões para não cozinharem demais.></a> <a href=Deixe o caldo de manteiga e cerveja engrossar. Depois volte com o camarão.

    Felipe Reis é jornalista, pós-graduando em Comunicação Empresarial, trabalha com consultoria de comunicação na área política e aventura-se pela cozinha. Acredita que cozinhar é uma saída criativa que desperta os sentidos no fim de longos dias.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.