entrevista

Cruzeiros na costa brasileira Dicas para escolher o cruzeiro ideal e aproveitar suas férias



Renata Cristina
Repórter
25/11/2005

Foto de Carmem Noronha no Cruzeiro Já foi o tempo em que viajar a bordo de um navio de cruzeiro era um sonho impossível para quem sonha em embarcar nesta aventura. Atualmente, as companhias especializadas oferecem opções econômicas e acessíveis ao bolso de muita gente. Valores na moeda local, parcelamento no cartão de crédito e promoções para um, três ou até quatro passageiros, de uma mesma família, são algumas das facilidades oferecidas pelas agências. Os pacotes nacionais variam entre *R$ 1 mil a R$ 3 mil, dependendo do destino e do navio escolhido.

Os roteiros mais cotados saem do Rio de Janeiro, Santos e Recife. Há, ainda, uma saída de Belém que faz um trajeto pelo Rio Amazonas. Entre as cidades mais visitadas no litoral brasileiro, estão Angra dos Reis, Cabo Frio, Arraial do Cabo, Búzios, Natal, Maceió, Fernando de Noronha e Recife.

A juizforana Carmem Lúcia Rodrigues Noronha (foto - acima e abaixo) embarcou com toda a família a bordo do Pacific, o primeiro navio estrangeiro a disponibilizar pacotes durante todo o ano nas praias tupiniquins. A viagem de Carmem durou seis dias, passando por Recife, Maceió, até chegar a paradisíaca Fernando de Noronha. "Foi maravilhoso", relembra Carmem.

Foto de Carmem Noronha no Cruzeiro Foto de Carmem Noronha no Cruzeiro Foto de Carmem Noronha no Cruzeiro

Durante a viagem, Carmem maravilhou-se com as diversas opções de entretenimento no navio, assistindo a peças teatrais, shows de dança e filmes, além de curtir o visual das praias durante os desembarques. "Para a família é um passeio ideal, pois há programação para todas as idades", recomenda.

Foto de Carmem 
Noronha no Cruzeiro Embora o passeio tenha sido inesquecível para Carmem, sua filha de 15 anos, Mariana Noronha (foto), sofreu com um problema que atinge algumas pessoas ao longo da navegação. "Tive muitos enjôos e nem o remédio conseguiu me ajudar", diz. Mesmo com o incômodo, a estudante confessa que conseguiu aproveitar a comemoração do seu aniversário em pleno cruzeiro. "Fiz aulas de dança do ventre, fiquei na piscina e conheci lugares maravilhosos. Com certeza, voltaria para uma outra viagem", admite.

Hora de escolher o cruzeiro
O administrador de empresas, Bruno Barreto, trabalhou a bordo do Costa Clássica, por um período de seis meses, em um roteiro que percorria o Mediterrâneo, passando pelo sul da Ítália e Croácia, com destino às ilhas gregas. Entre as vantagens de se procurar um cruzeiro, Barreto destaca o quesito conforto. "Quem está no navio não precisa se deslocar com malas, pegar vários aviões e se preocupar com detalhes", observa. Por outro lado, o ex-tripulante enxerga um ponto negativo no cronograma dos roteiros. "Para quem procura flexibilidade, os horários de desembarque são reduzidos e quando você gosta de um lugar, não tem muito tempo para conhecer", analisa.

Foto de Rosa Oliveira Na hora de escolher o cruzeiro, a agente de viagens, Rosa de Oliveira (foto ao lado), aponta algumas questões para se colocar na lista de prioridades. A primeira delas é o roteiro. "É importante analisar o tempo de estadia nos lugares e quais o turista realmente poderá conhecer", afirma. Em segundo lugar, a agente prioriza o preço. "Atualmente, com uma diferença de $ 100 você tem todas as bebidas incluídas no pacote, coisa que não acontecia anteriormente", orienta.

Outros detalhes podem entrar na lista de prioridades na hora de definir o programa, como a cabine, que pode ser interna e externa. Nesse caso, a principal diferença está na vista para o mar com varanda e no nível de luxo dos apartamentos. Se você não faz questão de muita mordomia, mas quer sair satisfeito, pense também na grade de programação do navio. "Há navios mais informais, sem muita pompa para os jantares e festas noturnas", adverte a agente de viagens.


Coloque na balança
  • Preço do pacote parcial e com bebidas
  • Tempo de estadia nos pontos turísticos
  • Apartamentos oferecidos
  • Grade de programação do navio
  • Conforto nos deslocamentos

Experiências de quem já esteve a bordo
Foto de Keller no Cruzeiro A empresária Andreia Paula de Souza Pazzi passou dez dias a bordo de um navio que saiu do Rio de Janeiro em direção à Punta del Leste. "O cruzeiro foi simplesmente inesquecível", garante. Para encontrar a viagem dos sonhos, Andreia confessa que pesquisou durante semanas para definir o roteiro ideal. A internet e os guias de viagem foram as principais fontes de informação utilizadas pela empresária. "Levei em conta o destino e o custo-benefício que, no caso do navio é muito bom, pois todas as refeições e bebidas estão incluídas", pondera.

Foto de Carmem Noronha no Cruzeiro

Apaixonada por todo e qualquer roteiro que seja a bordo de um navio, a juizforana, Keller Castro (fotos acima), já realizou três viagens nacionais e uma pelas ilhas caribenhas. A primeira passou por Rio de Janeiro, Búzios, Arraial do Cabo e Salvador. Depois de inaugurar sua fase oceânica, Keller não parou mais. Foi até o nordeste e passou por Recife, Natal e Fernando de Noronha. Ainda aficcionada pelos navios, resolveu conhecer a região Norte pelo rio Amazonas. A visita ao Caribe também teve que ser a bordo de um transatlântico. "Não me canso de cruzeiros. Além do conforto nos deslocamentos, a organização e diversão estão garantidas", destaca a especialista. Para as próximas férias, Keller já está se programando. "Quero ir para o sul do país", revela. Enquanto isso, nós aguardamos os próximos roteiros!

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.