Europa em cinco meses Um intercâmbio literalmente cultural. Laura foi para Inglaterra estudar
e visitou vários países do continente europeu


*Marinella Souza
Colaboração
06/11/2007

Filha de uma família que sempre valorizou as viagens, como experiências que podem proporcionar crescimento ao ser humano, Laura Nardelli Araújo achou que era hora de aprimorar o inglês através de uma viagem internacional e ganhou muito mais do que isso, segundo ela.

Entre os países de língua inglesa, a Inglaterra era a primeira opção, mas como já conhecia o lugar, Laura chegou a pensar em explorar novos ares. Apaixonada por viagens, a moça voltou atrás quando se deu conta de que a Inglaterra estava em uma localização estratégica que lhe permitiria conhecer outros países.

Destino acertado, lá foi Laura diretamente para Londres. Inicialmente, ela foi viver na casa de uma família onde foi muito bem tratada, mas dois meses depois, decidiu tomar um outro rumo."Eu já estava totalmente adaptada à vida lá e seguir as normas da casa já não respondia aos meus interesses", conta.

foto meninas na mesa De lá, a estudante foi morar em uma república com mais cinco garotas de várias nacionalidades. Nessa época, Laura conviveu com francesas, alemãs, coreanas, espanholas e desse convívio extraiu muito aprendizado. "É muito bom você ter contato com pessoas que são completamente diferentes de você, que têm outros hábitos, outra religião. Você aprende muito, muda seu ponto de vista", revela a estudante.

Laura conta que Londres é realmente a capital do mundo. Segundo a moça, a cidade permite que o indivíduo conviva com pessoas de todas as nacionalidades em um só dia. "É muito comum andar nas ruas e ver mulheres de burca, mostrando apenas os olhos, indianos. No metrô, as conversas são em francês, italiano, espanhol e muitas línguas que nem dá para identificar", diverte-se.

Durante sua estadia em solo britânico, Laura estudou na Stafford College, uma universidade internacional, onde, além de aprimorar seu inglês, como queria no início da viagem, a estudante teve a oportunidade de estreitar laços com as diversas culturas que abrigam o globo. Além disso, aproveitou para incrementar seu currículo acadêmico, fazendo matérias relacionadas à sua área de atuação.

laura em Paris navio navio

No 4º período da faculdade de Comunicação Social, a moça aproveitou para focar seus estudos em business, marketing e relações públicas. E faltando pouco tempo para voltar ao Brasil, descolou um estágio em uma empresa de eventos, responsável pela turnê de Madonna na Inglaterra. "Cheguei lá na última semana de shows, não participei ativamente, mas observei todo a movimentação. Foi uma experiência muito interessante", recorda.

Mas nem só de trabalho foi feito esse intercâmbio. Laura conta que, nos finais de semana, aproveitava para viajar pela Europa, afinal, não foi à toa que ela escolheu ir para Londres. Nesses passeios, pôde conhecer um pouco de lugares como Escócia, País de Gales e Portugal. "Fui aos pontos turísticos desses lugares e me encantou a limpeza das ruas... não se vê um papel no chão", espanta-se a brasileira cosmopolita.

Laura revela que a viagem mais interessante que fez foi na época de fim de ano. Ela e mais duas amigas brasileiras se aventuraram por França, Holanda e Bélgica e aprenderam lições para a vida. "Minhas amigas foram passar as festas de fim de ano comigo e aproveitamos as férias para conhecer novos lugares. Foi a nossa primeira viagem internacional sem nosso pais, tivemos que aprender a nos virar sozinhas.. Foi tudo muito novo", revela.

Laura na Europa Laura na Europa Laura na Europa

Nessa aventura de 'gente grande', Laura e suas amigas se divertiram e viveram momentos incríveis "Passamos o réveillon em Paris, a festa na rua é linda. Paris é muito interessante, tem muitos museus legais, me apaixonei pelo Louvre. Além disso, passear pelo Sena é a coisa mais linda do mundo... Você pode girar 180º que de todos os ângulos tem uma coisa linda para ver... As igrejas são maravilhosas, a arquitetura é muito interessante...", derrete-se.

Mas nem só de encantos essa aventura foi feita. Laura recorda que o estilo de vida de Amsterdan é muito diferente e isso a impressionou. "Lá a prostituição e o uso da maconha são legalizados, existe uma rua especificamente destinada a isso. As prostitutas ficam em uma vitrine, expostas como mercadoria. Morri de vergonha de passar por lá".

Apaixonada por viagens, Laura admite que nem tudo foi fácil nessa aventura longe de casa. "A saudade do Brasil é muito grande, nunca senti tanta saudade na vida". A moça conta que apesar do dia-a-dia tumultuado com a faculdade, o estágio e os passeios por Londres, a saudade era uma realidade inevitável. "Quando chegava em casa à noite e ficava sozinha no meu quarto... era muito difícil... senti muita saudade de todos aqui".

laura na Europa laura na Europa laura na Europa

A dor da saudade não intimidou a moça, mas mudou sua forma de ver o mundo e até mesmo seus planos para o futuro. "Eu sempre disse que queria me formar e ir morar fora, mas agora não quero mais. Nos países que conheci, não encontrei o mesmo calor humano que o Brasil tem", rende-se.

Engana-se quem pensa que a aventura européia vai ser a única no currículo dessa jovem de 22 anos, ela já está de malas prontas para um novo intercâmbio, o destino dessa vez é Nova Iorque. Laura conta que, embora não queira mais morar em outro país, pretende continuar viajando sempre, mas com os pés fincados em terras tupiniquins.

Segundo ela, viajar é a melhor forma de gastar seu dinheiro e, se for preciso, economiza o ano inteiro para fazer uma viagem interessante. "Viajar é sair da rotina, conhecer o novo, o diferente e voltar com novas experiências. Conhecer novos lugares é um aprendizado contínuo", ensina a viajante, que já está em fase de planejamento para a próxima viagem.

*Marinella Souza é estudante de Jornalismo da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.