• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Vestibulandos no Divã


    Psico-pedagoga lança livro que orienta estudantes a passar no Vestibular

    Ricardo Corrêa
    Repórter
    24/11/05

    Anote as as recomendações da psicóloga, Eliana Pereira, para se manter a calma nas provas do Vestibular. Clique no ícone ao lado!

    Veja!

    O que existe em comum entre uma ida a um shopping e a realização das provas de um vestibular? A princípio, nada. Mas essa visão só dura até quando se lê um dos artigos que a psico-pedagoga Eliana M. Balena Pereira publica no livro Divã para Vestibulandos, lançado neste mês de novembro, no Anfiteatro Arnaldo Jansen, no prédio da Academia de Comércio, em Juiz de Fora.

    É assim, com metáforas, comparações e trocadilhos que Eliana trabalha em boa parte dos 44 textos presentes no livro, que tem como público os professores, pais de alunos e, principalmente aqueles que vão de fato realizar as provas em busca de uma vaga no ensino superior.

    Público, geralmente, marcado pela tensão, e é exatamente neste um dos pontos que Eliana costumou tocar em três anos publicando artigos. Foram exatamente estes textos, devidamente adaptados, que deram origem ao livro.

    A idéia de Eliana não é, necessariamente, um manual de como passar no vestibular, mas pode dar boas dicas de como se portar diante de um dos maiores bichos-papões do desenvolvimento acadêmico. Ambiente propício para frustrações, desilusões, tensões exageradas e stress. Isso porque, segundo diz a própria autora, a escola não prepara o aluno para lidar com os aspectos psicológicos que uma disputa tão difícil pode causar.

    "Os alunos não estão preparados para lidar com a competição, com a frustração, com o nervosismo. Ele tem a preocupação de errar, mandar mal. E essas pequenas neuroses é que costumam atrapalhar", diz a psicóloga, que ressalta que saber a matéria não é o único requisito para ser aprovado em tais processos de seleção.

    "Um aluno pode saber tudo e não passar. Porque precisamos se preocupar com três fatores. Além da questão intelectual, existe também o lado físico e o lado psicológico. Essas três coisas devem estar equilibradas.

    Um dos aspectos importantes para que o lado psicológico esteja ajustado é a presença da auto-confiança. O que, ela ressalta, não tem nada a ver com ilusão. Auto-confiança significa confiar que pode passar, após ter estudado e se dedicado. Contar só com a sorte é ilusão. Mas boa parte dos estudantes nem adquire auto-confiança, nem quer se iludir com o fato de que vai de fato ser aprovado em um exame vestibular. Outro erro, segundo ela.

    "Tem aluno que chega para mim e diz que prefere se preparar para a reprovação, porque quando chegar já estará habituado. Eu sempre respondo para eles o seguinte: Olha, então vamos pensar na morte, porque certamente esse dia vai chegar também", lembra, sempre em tom bem-humorado.

    Sensação de um vestibulando

    Como qualquer um que se presta a fazer uma prova para tentar a tão sonhada vaga no ensino superior, Eliana Balena também passou pelos momentos de tensão quando fez seu vestibular. E diz estar vivendo uma sensação parecida, agora com o lançamento do livro.

    "Claro que dá um frio na barriga. Mas o que eu até mesmo digo no livro e o que a gente tenta propor não é uma anulação do stress. É um equilíbrio, pois certa dose de stress em momentos significativos faz bem. Um pouco de nervosismo pode significar mais atenção, mais cuidado na hora de realizar as ações".

    Culpa da concorrência

    A tensão pré-vestibular é uma das preocupações, mas não está sozinha. Existe também a tensão que acompanha a maior parte dos candidatos, que se traduz após a prova. Para se ter uma idéia, 2.101 vagas serão disponibilizadas no próximo processo seletivo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Neste número estão incluídos tanto as vagas provenientes do vestibular, quanto do Módulo III do Programa de Ingresso Seletivo Misto, do Pism.

    Para disputar essas vagas, 17.102 candidatos irão tentar o vestibular e outros 2956 vão enfrentar a terceira etapa do Pism. Isso significa dizer que a grande maioria não vai ser aprovada e terá que enfrentar um momento comum na vida de quem enfrenta essa maratona. O próprio vestibulando e todos os que rodeiam tentam buscar culpados para o aparente fracasso, mas Eliana Balena prefere dar uma resposta muito mais simples a uma questão tão complexa. "Não há vagas para todos".

    Além de ressaltar que este é o principal problema, Eliana faz questão de afirmar que "a prova não prova nada" e que não necessariamente quem passa nas provas pode ser considerado masi apto ou mais eficaz. "Esses rótulos estão equivocados. Se eu chuto a questão 'a' e acerto, e você faz e acerta também, a prova nos coloca em condições iguais, e isso não mede nada. A realidade é restritiva e uma prova não analisa tudo".

    Dicas básicas para vestibulandos

  • Deixe cada coisa em seu tempo. Evite preocupar-se antes, pois isso gera tensão e pode atrapalhar
  • Cuide bem do lado físico. Muitas vezes o estudante pensa que quanto mais estudar melhor irá na prova, e que questões como dores de cabeça ou problemas na vista podem ser resolvidos depois. Não se deve pensar assim.
  • Não encare a greve e a probabilidade de adiamento do vestibular, e com isso um tempo a mais para estudar como a 'tábua da salvação'. O tempo a mais será igual para todos.
  • Não se iluda, mas tenha auto-confiança caso tenha feito a sua parte.
  • Nem sempre os fatores de reprovação estão no aluno. O mais importante deles é o de que não há vagas para todos.

    Quem é Eliana Balena?
    Eliana Maria Balena Pereira é graduada em psicologia pelo CES/JF e pedagogia pela UFJF. Concluiu especialização em Psicomotricidade pelo CES/JF e MBA em gestão Organizacional. Atua na área educacional há mais de 20 anos e ja foi professora de pré-escola, orientadora educacional e professora de curso superior na UFJF. Atualmente trabalha como psicoterapeuta e orientadora psicopedagógica em curso pré-vestibular Cave.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.