José Anísio Teixeira José Anísio da Silva 27/08/2014

*Lucas Soares
Repórter

Dilva Porto é militante dos direitos dos idosos

Dilva Araújo Porto Lima (foto ao lado), 69, é uma militante pelos direitos dos idosos em Juiz de Fora e região. Na direção da Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de JF (AAPI) desde 1998, Dilva é responsável pelas áreas de turismo, lazer e eventos da organização. Também já foi presidente do Conselho Municipal do Direito do Idoso entre 2000 e 2004, mas sempre ligada a AAPI.

Atualmente, organiza trabalhos voltados ao lazer dos idosos. "A gente faz viagens, serenatas, passeios, caminhadas pela cidade toda. Um leque bem grande de atividades. Estamos realizando o 8º Encontro da Melhor Idade (entre os dias 5 e 7 de setembro), com palestras, oficinas e exercícios de lazer voltados para o nosso público. Outro projeto que destaco é a parceria com a Faculdade de Educação Física (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com caminhada, ginástica, yoga... Tudo que conseguimos através do Ministério dos Esportes com a universidade", explica.

O assistente social e gerontólogo José Anísio da Silva, o Pitico, ressalta que a AAPI tem várias outras interações políticas. "São setores de lazer, assistência médica, jurídica.. É uma luta maior, de fator previdenciário, e essa parte de lazer e turismo também é importante, tem uma história já construída", garante.

Um dos projetos destacados por Dilva é a serenata. Há 15 anos, um grupo de 40 idosos cantam na rua e em abrigos, escolas, as músicas brasileiras que marcaram época. "Só cantamos músicas antigas. É um trabalho muito singelo, sem muitos recursos. Ninguém ganha para cantar, ninguém paga. Quando fazemos viagens, as prefeituras de outras cidades mandam condução para gente. É uma saúde muito grande para o idoso, uma forma de convivência, nos ajuda muito a combater a depressão, ter uma ocupação. Temos mais de 300 músicas ensaiadas e ninguém lê a letra", comenta Dilva.

Por outro lado, a aposentada lembra o trabalho político que a AAPI vem fazendo junto a conscientização dos idosos. "É ano de eleição, nós estamos fazendo uma campanha. Vai ter uma palestra de direitos humanos, vamos trazer candidatos para conversar conosco sobre políticas para idosos", afirma. Para Pitico, esse é um dos maiores ganhos. "A população idosa, de modo geral, tem um desgaste muito forte com a classe política. É nessa participação que se pode fazer diferente. Os aposentados precisam se motivar a votar, já que a lei desestimula a votarem a partir de 70 anos. Eu acredito que é pela política que a gente pode transformar a nossa vida. Quando o político se conecta com a realidade que a pessoa idosa faz parte, fica tudo mais fácil", opina o assistente social.

A AAPI fica na rua Marechal Deodoro 225, loja 4. O telefone de contato é (32) 3212-3502 e o fax (32) 3236-1267.


José Anísio da Silva
Assistente social, mestre em Serviço Social pela UFJF, especialista em Gerontologia pela FUMEC - Fundação Mineira de Educação e Cultura/BH e pela SBGG/MG - Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia de Minas Gerais. Participa ativamente do CMDI/JF - Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de Juiz de Fora/MG.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.