Miss Brasil Gay anuncia adiamento para 2022

Além das questões de saúde, um outro fator contribuiu para a decisão do adiamento: o quadro econômico do país

da Redação - 20/05/2021

A organização do  Miss Brasil Gay Oficial e Rainbow Fest anunciaram nesta quarta-feira, 19, que a 40ª edição do concurso não será realizada em 2021. Previsto inicialmente para o segundo semestre de 2021, os produtores acharam por bem transferir o evento para o ano que vem por causa da pandemia da Covid 19.  “A nossa decisão se deu por uma série de fatores”, explica Michel Brucce, um dos organizadores, “e achamos mais prudente e responsável adiar mais uma vez o concurso que elege o mais belo transformista do país, remarcando a data para o ano que vem, junto com a realização do Rainbow Fest, que ocupa as ruas da cidade trazendo inclusão da comunidade LGBTQIA+ em espaços públicos.”

Michel explica que, para a realização do Miss Brasil Gay, é necessário que os estados façam os seus concursos regionais e elejam as suas misses, o que infelizmente não está sendo possível por causa da pandemia.  E, mesmo que a situação sanitária e a vacinação evoluam para patamares mais seguros, não haveria tempo hábil para todas as providências necessárias para a produção. “Vivemos momentos de muita insegurança, estamos sensibilizados e solidários com as milhares de famílias que perderam pessoas queridas para essa doença perigosa; e  ainda não conseguimos percentuais adequados de vacinação”;  lamenta.

Além das questões de saúde, um outro fator contribuiu para a decisão do adiamento: o quadro econômico do país  impossibilitou  que muitos dos  patrocinadores apoiassem os eventos. E, sem o apoio de empresas que acreditam na força do concurso não é viável a realização com a qualidade que as candidatas e o público merecem e já estão acostumados a ter no Miss Brasil Gay.

“Enquanto a 40ª edição não acontece, a Miss Brasil Gay Antônia Gutierrez, última miss eleita,  segue representando todas as misses e todos os envolvidos no concurso, contribuindo para levar beleza, alegria e esperança não só às comunidades LGBTQIA+, mas a todos de apreciam um belo espetáculo”, conclui Michel Brucce.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.