• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Sala de estar Cômodo da casa em que se recebe conhecidos e desconhecidos

    Renata Solano
    *Colaboração
    27/02/2008

    A sala de estar é um espaço de convivência da casa, é o local onde você vai receber seus amigos, ou até algum cliente para quem trabalha em casa. Trata-se da parte social, em que todas as pessoas da residência e do convívio social podem freqüentar.

    "A parte íntima da casa não é um lugar que qualquer pessoa pode entrar, mas a sala de estar é um espaço pensado também no convívio social, em que desconhecidos e conhecidos freqüentam", comenta a arquiteta e urbanista Luciana de Lacerda Dias (no vídeo).

    O que colocar em sua sala? Isso depende do espaço que você dispõe e do que você deseja para este cômodo. "É preciso definir o que a pessoa quer que aconteça neste espaço, se é para relaxar, para ver televisão, se é para estudar também, se comporta uma sala de jantar conjugada ou se vai ter outro espaço destinado para esse propósito", esclarece Luciana.

    Apesar de ser um espaço em que há uma circulação maior de pessoas e de representar um local onde você vai receber as pessoas em sua casa, a sala de estar precisa ficar de acordo com o seu jeito, com o seu humor e interesse. "O ideal é que a sala tenha o estilo da casa, das pessoas que moram nela, porque elas precisam se sentir a vontade, por isso não há uma receita de bolo que se deve obedecer", afirma a arquiteta.

    Nem sempre uma sala deve ter sofás e mesa de centro, há outras alternativas que podem agradar mais aos moradores. "Há salas em que a pessoa não gosta de televisão, preferem manter a tranqüilidade do espaço para que seja feita uma leitura e conversar mais a vontade, por exemplo. Outras pessoas preferem colocar almofadas, tapetes e pufes no chão, ao invés de sofás para dar um clima zen e descontraído", descreve Luciana.

    Receita de bolo
    foto sala de estar foto sala de estar foto sala de estar

     

    Não há como definir o número de cadeiras, de sofás, de enfeites, de almofadas e de mesas de uma sala de estar para que obedeça um objetivo. "O que toda sala deve ter é cuidados com a iluminação e com as cores", aponta Luciana.

    A arquiteta explica que todo o ser humano reage à cor e defende que a iluminação e a cor andam sempre juntas. "A iluminação pode mudar completamente a cor que você escolheu. Lembrando que a influência da cor é muito importante porque ela reflete na energia do lugar, cores mais claras como verde e azul representam mais tranqüilidade e cores mais intensas como o vermelho e laranja são mais quentes e vibrantes".

    Além disso, Luciana explica que cada lâmpada possui um Índice de Reprodução de Cor (IRC) e afirma que a incandescente é mais próxima do sol - quase 100% do IRC - do que as lâmpadas frias. "Um IRC a partir de 80% já é bom, já traz uma sensação de conforto para os olhos e para as pessoas que freqüentam o espaço. Abaixo de 50% é péssimo, principalmente para uma sala de estar", alega.

    Outra forma de fazer com que sua sala fique bem iluminada é explorar a iluminação natural. "A luz do dia traz conforto, bem estar e economia de energia, caso haja algum problema por causa da incidência forte dessa luz pode-se usar artifícios como persianas ou blackout. Outro cuidado é na hora de escolher a colocação do lustre ou da televisão, porque pode dar reflexo, o que é desagradável", comenta Luciana.

    Os móveis

    A pessoa pode escolher móveis mais clássicos com linhas mais retas e escolher adornos que combinem com seu estilo, assim a sala fica mais limpa, mais clean e diminui a chance de erros.

    Mas de qualquer forma é preciso definir um estilo antes mesmo de colocar os objetos nela. "É preciso que a pessoa defina o que quer da sala, qual o estilo, a partir daí fica mais simples fazer uma sala com a cara do cliente, se é confortável, se é imponente, se é zen", comenta a arquiteta.

    • Sala aconchegante - é aquela em que há uma preocupação com a setorização, com o caminho, esta sala deve ter, por exemplo, objetos pessoais como fotos e uma iluminação incandescente. "O ideal é que haja uma distância de, no mínimo, 55 centímetros, mas se há alguém que usa cadeiras de roda em casa, a distância entre os móveis deve ser, pelo menos, de 80 centímetros. É necessário praticidade, harmonia e conforto", descreve Luciana.
    • Sala imponente - geralmente é aquela que tem o pé direito alto, é uma sala muito ampla com móveis que trazem a sensação de impessoalidade
    • Sala zen - é o espaço onde a pessoa se sinta a vontade para fazer, por exemplo, um relaxamento. "Pode ter muitos tapetes, iluminação leve, com sensação de leveza", comenta.

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF


     

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.