Juiz de Fora - MG

Juliano Nery Juliano Nery 23/4/2012

Longo caminho

Imagem de projetoApós quase quatro anos da promessa, as intervenções no trânsito foram confirmadas pela administração municipal. Com data, recursos a serem investidos, projeto e cronograma: em 720 dias tudo estará pronto, de acordo com as informações prestadas à imprensa. Sem contar, os 60 dias para licitação de empresa para realizar o empreendimento. Ou seja, mais de dois anos para a conclusão das benfeitorias, tão necessárias para o caótico trânsito enfrentado nas principais vias de tráfego de Juiz de Fora. E baseado no que se vê nas ruas na hora do rush e nos relatos a que tive acesso nas mesas de bar, nas festas de parentes, nas filas de banco e enquanto pedia pão e leite na padaria, o clamor popular por intervenções nos principais acessos do município são uníssonas e, partindo da voz das ruas, já deveriam ter sido começadas no primeiro dia de mandato, lá no longínquo janeiro de 2009... É, já faz um bom tempo!

Na coletiva concedida no último dia 19 de abril, a Prefeitura informou que aportes de recursos do Estado já haviam sido destinados para as intervenções no trânsito ora apresentadas, mas utilizadas nas obras executadas nas avenidas Rio Branco e Presidente Itamar Franco. Durante o encontro, a medida foi justificada para que mais divisas fossem repassadas ao município, via governo federal, a posteriori, culminando no valor apresentado para a execução dos projetos de agora. Atitude louvável, não fosse o caráter prioritário das obras no centro e nos principais pontos, chamados de "conflitos rodoferroviários" que, vale menção, é um belo nome. As intervenções nestes locais necessitam, desde muito tempo, de medidas urgentes.

Na situação formada nos três primeiros anos de mandato, com veículos pululando aos montes nas ruas, principalmente, a partir da redução do IPI, ainda na gestão Lula, o recapeamento das pistas e o embelezamento das vias poderiam esperar. Estamos falando de construção de mergulhão, viadutos, pontes e outras realizações que podem reconfigurar o trânsito de Juiz de Fora. Esperar todo esse tempo, ou seja, mais de mil dias por esse tão esperado anúncio, já causou muito desespero em quem teve que buscar filho na escola, chegar no horário no trabalho. Quem combinou com a namorada um encontro por volta das seis da tarde, neste período, deve ter tido problemas para se explicar, porque a pontualidade passou a ser artigo de luxo para quem teve que cruzar nossas vias empinhocadas de carro em todas as direções.

Espero que o longo caminho atravessado para chegar à importante data do anúncio das melhorias que podem fazer a diferença em nosso trânsito não se repita. Neste meio tempo, pode acontecer de tudo: atrasos em cronograma de obras, virada de mandato municipal... O negócio é torcer para que tudo transcorra na normalidade. Juiz de Fora merece um trânsito mais decente e com melhores alternativas para a população e seus visitantes. Gostei de ver as imagens projetadas das vias e suas intervenções, disponíveis na elucidativa matéria do Thiago Stephan para o Portal. Gostei também dos tais "sistemas binários"... Fica mais pomposo e cheio de garbo! E que esta maravilha não fique presa em meio aos papéis, já que ela é lembrada diariamente por quem tem que utilizar nossas vias.

Juliano Nery deseja que atalhos substituam os longos caminhos por um bom trânsito em JF.

Mais artigos

Juliano Nery é jornalista, professor universitário e escritor. Graduado em Comunicação Social e Mestre na linha de pesquisa Sujeitos Sociais, é orgulhoso por ser pai do Gabriel e costuma colocar amor em tudo o que faz.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.