• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Sexta-feira, 17 de agosto de 2012, atualizada às 17h20

    Servidores da Amac aprovam reajuste salarial e greve é descartada

    Andréa Moreira
    Repórter
    Prédio da Amac

    Cerca de 300 funcionários da Associação Municipal de Apoio Comunitário (Amac) participaram nesta quinta-feira, 16 de agosto, de uma assembleia para discutir a negociação salarial de 2012. De acordo com o funcionário do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juiz de Fora (Sinserpu/JF), Valmir dos Reis, a negociação, que se arrastava desde maio, teve um fechamento positivo. "A Amac acolheu todas as nossas exigências, então a aprovação dos trabalhadores foi unânime. O que é muito bom tanto para a associação, quanto para os funcionários."

    Entre os benefícios, a categoria conseguiu o reajuste salarial de 5,94%, retroativo ao mês de maio. "Durante a assembleia ficou decidido que já vamos obter esse benefício em agosto," explica Reis.

    Outra conquista da classe foi o reajuste do cartão alimentação, que passou de R$ 80 para R$ 100, a partir do mês de setembro. Segundo Reis, a diferença retroativa ao mês de maio será paga nos meses de outubro, novembro e dezembro. "Os valores serão divididos em uma parcela de R$ 20 e duas parcelas de R$ 30."

    O funcionário do Sinserpu/JF disse ainda que uma das maiores preocupações dos trabalhadores era relativa ao plano de saúde. Proposta que também foi aprovada pela Amac. "O município garantiu e recebemos durante a assembleia um ofício no qual foi assegurada a permanência do mesmo plano", comemora.

    O último requisito dos servidores da Amac diz respeito ao aumento do piso salarial. Reis destaca que a proposta do sindicato é o aumento para R$ 725. "Tanto a Amac quanto o sindicato acordaram formar uma comissão paritária, para estudo da viabilidade legal de redução dos valores das gratificações, visando utilizar o impacto financeiro dessa redução na elevação do menor piso salarial da associação. Essa comissão terá um prazo de 45 dias para realizar esse estudo, podendo ser prorrogado por igual período."

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.