• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Sexta-feira, 30 de agosto de 2019, atualizada às 13h20

    Exposição conscientiza sobre enchentes nos bairros Mariano Procópio e Democrata

    Da redação

    Para conscientizar a população e retornar à pauta de discussões entre os órgãos públicos de Juiz de Fora, a Sociedade Pró-Melhoramento dos Bairros Mariano Procópio e Democrata abre neste sábado, 31 de agosto, a exposição Enchentes - Descaso e Indignação, no auditório da Escola Estadual Antônio Carlos. A mostra reúne fotos feitas durante a enchente e alagamento causados por chuva atípica na véspera do Natal, 24 de dezembro, de 2018, principalmente, nos bairros da região Nordeste. A visitação, aberta ao público, pode ser feita das 9h às 16h, até domingo, 1° de setembro.

    O vice-presidente da SPM, Sérgio Díaz Placencia, diz que a mostra é um pedido de socorro para a causa que traz não só danos materiais, como afeta a saúde física e mental dos moradores locais. “Diversas pessoas tiveram seu Natal cancelado, além de verem esgoto correndo pela sala, cozinha e áreas de circulação de suas casas, já que essas águas vêm do Córrego São Pedro, que recebe esgoto sanitário da Cidade Alta”, alerta.

    A própria associação vem levantando as principais causas das enxurradas em períodos chuvosos no município. Entre os pontos citados pelo vice-presidente, três foram destacados: falta de uso da represa São Pedro, como, de fato, uma represa, transbordando em períodos de aumento do índice pluviométrico; aumento do índice de impermeabilização do solo, causado pelo crescimento da Cidade Alta e BR-440, além da canalização do córrego pela nova rodovia; e falta de manutenção dos córregos que estão assoreados e sujos.

    “Estivemos envolvidos nas audiências que trataram sobre os megaempreendimentos na Cidade Alta, por entender que poderiam trazer ainda mais impacto para a nossa região. Outra questão que levantamos foi a obra da nova rodovia, que canaliza a água que demoraria de três a quatro dias para drenar e desce, sentido Rio Paraibuna, com grande volume e em poucas horas. Quanto aos córregos, vemos trechos importantes sem manutenção e, até mesmo, uma pequena represa feita pela antiga Ferreira Guimarães totalmente assoreada”, detalha.

    Morador há 35 anos do bairro Mariano Procópio, o vice-presidente afirma que a associação já buscou soluções junto à Câmara dos Vereadores, com realização de audiências públicas sobre os Megaempreendimentos da Cidade Alta e Recolhimento e Tratamento de Esgoto, na Cesama, Executivo e com a deputada federal Margarida Salomão (PT) e o deputado estadual Charles Evangelista (PSL).

    “Já fizemos toda a via-sacra para buscar soluções, agora estamos revendo tudo isso e retomando de onde começamos. A intenção desta exposição é conscientizar os moradores nos nossos bairros, inicialmente, e de outros também afetados por este problema como Bairro Industrial e Santa Luzia, para que as autoridades eleitas nas próximas eleições falem sobre o assunto”.

    A intenção é que a mostra se torne itinerante e ocupe outros espaços públicos com maior circulação de pessoas.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.