• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Victor Bitarello Victor Bitarello 4/03/2015

    Oscar 2015: "Birdman ou (A inesperada virtude da ignorância)". Muito difícil falar. É tão incrível que é difícil falar

    Eu não posso deixar de falar sobre o trabalho que foi considerado o melhor de 2014: "Birdman ou (A inesperada virtude da ignorância)". A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA escolheu este filme para receber o Oscar de melhor filme. Na semana passada eu tive a oportunidade de apreciá-lo. Não foi, dentre os indicados, o que eu mais gostei. Continuo preferindo "O grande Hotel Budapeste". No entanto, não há como dizer que é "pior". Ambos são fantásticos!

    Não é fácil falar sobre ele. É um filme forte, complexo, tenso. É MUITO interessante, com direção e roteiro inacreditavelmente maravilhosos.

    "Birdman..." fala sobre um ator de cinema, Riggan Thomson (Michael Keaton), que busca o reconhecimento de seu trabalho no mundo do teatro, propondo-se a montar uma peça na tão sonhada "Broadway". Para atrair mais platéia, ele, e seu fiel ajudante Jake (Zach Galifianakis), contratam um ator com maior peso diante público, o ensandecido Mike Shiner (Edward Norton), que trará situações bem inusitadas a serem vividas pelo pessoal da equipe. Ao mesmo tempo, Riggan vive uma difícil situação com a filha Sam (Emma Stone), recém-saída de uma clínica de reabilitação, que mantém pelo mesmo um forte rancor, em virtude da história de vida dos dois.

    O filme recebeu nove indicações ao Oscar, e isso não se deu à toa. Foram elas: melhor filme, direção (para Alejandro González Iñárritu), roteiro original (para Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr., Armando Bo), ator (para Michael Keaton), ator coadjuvante (para Edward Norton), atriz coadjuvante (para Emma Stone), além das indicações para melhor fotografia, mixagem de som e edição de som. Venceu os prêmios de melhor filme, direção, fotografia e roteiro original. E que originalidade!

    Perseguido por sua própria consciência a todo o tempo, e, ao mesmo tempo, envolto em seu momento de maior glória, quando da vivência do personagem de cinema "Birdman", Riggan é um personagem atormentado do início ao fim da trama. Tal perseguição é muito bem colocada pela direção, já que, durante todo o longa, a câmera o segue, nos fazendo ter a sensação de que estamos atrás dele. E nós, o público, somos justamente a quem ele tanto quer convencer. Michael Keaton está fantástico no papel! Sua indicação ao Oscar foi justíssima! Ele "perdeu" o Oscar para o jovem Eddie Redmayne, de "A teoria de tudo", que mostrou um trabalho lindo interpretando o cientista Stephen Hawkings. Não foi uma derrota injusta. Qualquer um dos dois que levasse seria justo.

    O trabalho de atuação que mais me chamou a atenção foi o do tresloucado Mike, feito por Edward Norton. Caramba! Ele está bem demais, num papel de alguém muito difícil de se imaginar. Um ator fazendo o papel de um ator capaz de querer transar no palco porque sentiu que o momento pedia. Ele sim merecia um prêmio pelo papel. Como não recebeu, me fez ter mais vontade de assistir a "Whiplash", filme no qual J.K Simmons faz um professor de música extremamente rígido, e que o permitiu ser consagrado pelo maior prêmio do cinema mundial.

    "Birdman..." é um excelente filme. Vale a pena demais sair de casa para assisti-lo. Muito mesmo!


    Victor Bitarello é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal pela Universidade Candido Mendes (UCAM). Ator amador há 15 anos e estudioso de cinema e teatro. Servidor público do Estado de Minas Gerais, também já tendo atuado como professor de inglês por um período de 8 meses na Associação Cultural Brasil Estados Unidos - ACBEU, em Juiz de Fora. Pós graduando em Direito Processual Civil.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.