• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Sábado, 21 de março de 2009, atualizada às 09h35

    Academia Mineira de Letras inicia comemorações do centenário em Juiz de Fora



    Clecius Campos
    Repórter

    As comemorações do centenário da Academia Mineira de Letras (AML) iniciaram-se na noite da última sexta-feira, 20 de março, com cerimônia solene na Câmara Municipal de Juiz de Fora. Segundo o presidente da AML, Murilo Badaró, a cidade foi escolhida para sediar o primeiro evento comemorativo dos 100 anos, por ser o berço da instituição. "Além disso, Juiz de Fora é a casa de grandes escritores como Murilo Mendes, Pedro Nava, Rubem Fonseca e Raquel Jardim, que enriqueceram as manifestações artísticas literárias em Minas Gerais e em todo o Brasil", afirma.

    Outra razão apontada por Badaró é o fato de Juiz de Fora ser a única cidade do interior do Estado a ter uma lei municipal de incentivo à cultura. "A Lei Murilo Mendes mostra o compromisso da cidade com a produção cultural local. É um indício de que o município tem expandido sua dimensão artística", diz.

    Citando o poeta Murilo Mendes, Badaró enxerga a comemoração como forma de vislumbrar o que está por vir. "A memória é uma construção do futuro. O objetivo é resgatar a história da academia, para que as próximas gerações tenham apreço pelas letras." O ex-presidente Itamar Franco, o prefeito Custódio Mattos, o presidente da Câmara, Bruno Siqueira (PMDB), além de acadêmicos da AML e outros vereadores participaram da cerimônia.

    Ao longo do ano, uma série de eventos será dedicada aos 100 anos da AML. Em maio, membros da Academia voltam a Juiz de Fora para uma homenagem a Murilo Mendes. "Além disso, outros escritores e poetas da cidade serão homenageados na semana dedicada às Ilhas Culturais de Minas Gerais", afirma Badaró. As comemorações encerram-se em no dia 21 de dezembro, na sede da AML, em Belo Horizonte.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.