Quinta-feira, 13 de dezembro de 2007, atualizada às 12h24

UFJF oferece atendimento especial para 80 vestibulandos


Thiago Werneck
Repórter

Alguns candidatos do vestibular e PISM da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) vão receber atenção especial no dia das provas. Foram 80 estudantes entre portadores de deficiência visual, auditiva, grávidas de nove meses, diabéticos, vestibulando com catapora, dislexia, hipoglicemia que pediram atendimento diferenciado para comissão organizadora das provas.

Foram 78 pedidos em Juiz de Fora, um em Viçosa e outro em Belo Horizonte. A maioria deles foi feita por pessoas com deficiência visual. Nesse caso, o estudante conta com a ajuda de um ledor para fazer sua prova.

Depois deles, são os portadores de deficiência auditiva que vão receber mais apoio. Eles vão contar com ajuda de intépretes de libra ou de fiscais que facilitem as técnicas de leitura labial para ouvirem orientações e possam esclarecer dúvidas.

No vestibular 2008, seis gestantes com nove meses de gravidez fazem a prova e também solicitaram atendimento especial. Em Juiz de Fora, esses vestibulandos vão fazer os exames na Faculdade de Educação. Cada candidato que solicitou atendimento especial vai ter disponível fiscal treinado para atender às sua especificidade.

O atendimento especial foi solicitado pelos próprios candidatos e encaminhados até essa quarta-feira, dia 12 de dezembro. Caso haja algum vestibulando não tenha feita o pedido e necessite dessa atenção, os coordenadores das áreas de aplicação de prova ficam com a responsabilidade de tomar a melhor medida possível para ajudá-lo.

Por medida de segurança, será montada uma Central de Atendimento médico na Faculdade de Educação e haverá médicos no Instituto de Ciências Biológicas, Faculdade de Odontologia, Colégio Técnico Universitário (CTU) e Unipac.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.