Quarta-feira, 28 de setembro de 2011, atualizada às 11h24

Greve dos professores estaduais chega ao fim e aulas serão retomadas nesta quinta-feira

Da Redação
Foto de professores

A greve dos professores estaduais chegou ao fim na noite da terça-feira, 27 de setembro, após uma reunião terminada por volta das 23h50. Assembleias regionais serão realizadas em todo o Estado nesta quarta-feira, 28, indicando a volta às aulas na quinta-feira, 29. Em Juiz de Fora, a assembleia da categoria ocorre na Escola Normal, às 16h.

Professores e governo chegaram ao acordo de ser pago o piso de R$ 712,20, considerando acréscimos por nível de formação (graduação, especialização, mestrado e doutorado) e por tempo de serviço (com aumento salarial a cada dois anos). No entanto, os professores só chegariam ao valor total em 2015, já que ainda será discutida a forma de escalonamento do novo piso.

A negociação chegou ao fim, também, porque o governo aceitou em inserir nos critérios do piso salarial trabalhadores em educação como auxiliares de serviços gerais e secretários. Dessa forma, todos terão direito ao piso.

De acordo com a diretora da sub-sede local do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), Victória de Fátima Mello, a longa greve de 112 dias, a maior da história na educação estadual, estava desgastante, o que também contribuiu para o retorno às aulas. "Estávamos recebendo ameaças fortes. Mais de 240 colegas designados, em greve, foram ameaçados de demissão, caso não voltassem às salas de aula hoje [quarta-feira, 28]."

Corte do ponto

A partir desta quarta-feira, 28, sindicato e governo iniciam rodadas de negociações a fim de definir de que forma será resolvido o corte do ponto dos trabalhadores. Professores estaduais estão há três meses sem salários e reivindicam a reposição dos valores com reposição das aulas a fim de completar o calendário escolar. "O ano escolar é diferente do ano civil. Podemos terminar o ano escolar de 2011 em 2012. Isso já aconteceu outras vezes. Mas a reposição das aulas está atrelada ao pagamento do ponto cortado."

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.