Quinta-feira, 10 de novembro de 2011, atualizada às 17h30

Professores da rede estadual paralisam atividades por descumprimento de acordo

Aline Furtado
Repórter
faixa

Professores da rede estadual de ensino paralisaram as atividades nesta quinta-feira, 10 de novembro, devido ao descumprimento do acordo firmado entre a categoria e o governo do Estado na ocasião da suspensão da greve.

Desde a interrupção do movimento, foi formada uma comissão tripartite, da qual fazem parte os professores, representantes do Governo e deputados estaduais. A comissão reuniu-se seis vezes, a fim de discutir pontos como piso salarial, pagamento imediato do prêmio por produtividade, além do imediato restabelecimento no atendimento do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg). Não houve avanço após a mais recente reunião, realizada na última segunda-feira, dia 7, na capital, Belo Horizonte.

Diante da indefinição, a categoria organizou uma assembleia, nesta quinta-feira, 10, em Belo Horizonte, a fim de cobrar ações do Governo. No ato, estiveram presentes outros segmentos do funcionalismo estadual, como eletricitários, policiais civis e trabalhadores da saúde, que também não tiveram seus acordos cumpridos.

Assembleia local

Em Juiz de Fora, segundo a coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), Yara Aquino, professores estaduais reuniram-se para tratar sobre o plebiscito que irá definir a destinação, ou não, de 10% do valor referente ao Produto Interno Bruto (PIB) para a educação.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.