Sexta-feira, 17 de setembro de 2010, atualizada às 14h04

Campanha de Anastasia chega à Zona da Mata, com promessa de funcionamento pleno do Aeroporto de Goianá

Clecius Campos
Repórter

O Aeroporto Regional da Zona da Mata não foi só o local onde o governador de Minas Gerais e candidato à reeleição, Antônio Anastasia (PSDB), aterrissou para uma visita a cinco cidades da Zona da Mata, nesta sexta-feira, 17 de setembro. O empreendimento foi o principal tema da rápida entrevista concedida pelo tucano aos jornalistas. O discurso foi de promessa de esforços para que o Aeroporto de Goianá possa funcionar de forma plena. Condição que, segundo Anastasia, depende de adequações na infraestrutura do local e no plano de proteção do aeroporto, com o rebaixamento do morro que encurta a pista de 2.500 metros.

As máquinas já trabalham para a remoção do obstáculo natural, que fica de frente para a cabeceira sul do aeroporto (fotos abaixo). A terra retirada está sendo despejada no final da cabeceira norte. As demais obras de implantação de áreas de segurança e a implantação de área de giro para aeronaves — que, aliadas ao rebaixamento do morro, tem orçamento de R$ 12,4 milhões — também serão realizadas. "A expectativa é de que a adequação fique pronta em quatro meses. Estamos nos esforçando cada vez mais para que o aeroporto seja o grande ativo da zona logística em que queremos transformar a Zona da Mata e uma realidade para a região."

Novidade mesmo, só a possível implantação de um projeto denominado Minas Logística, que, na Zona da Mata, teria como principal alavancador o Aeroporto de Goianá. Segundo Anastasia, para agilizar a utilização da pista para o recebimento de cargas, o governo contratou uma empresa, em caráter de execução compartilhada de serviços, para gerenciar os serviços e, finalmente, colocar o aeroporto para funcionar. "Temos ainda o compromisso com a construção da estrada que dá acesso direto à cidade de Juiz de Fora. A licitação para a obra está em curso."

Foto do morro Foto de caminhão carregando terra

Mesmo parecendo otimista, o ex-presidente da República e candidato ao Senado, Itamar Franco (PPS), tem visões mais sonhadoras do funcionamento do aeroporto. "Quando fecho os olhos, fico imaginando a movimentação no local nos próximos cinco anos. Este aeroporto é a redenção para a Zona da Mata e vai impulsionar uma profunda transformação na região."

Além de Goianá, Anastasia passou por outras quatro cidades da Zona da Mata: São João Nepomuceno, Além Paraíba, Visconde do Rio Branco e Leopoldina. Sobre uma possível visita a Juiz de Fora — anteriormente prevista para esta sexta-feira, 17, — Anastasia informou que ela ocorrerá no próximo sábado, 25.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.