Amamentar traz benefícios psicológicos e sociais Momento de forte ligação entre mãe e filho, o ato de amamentar deve ser encarado como uma forma de estabelecer vínculos

Aline Furtado
Repórter
2/8/2010

Quando nasce uma criança, ocorre uma ruptura, visto que o bebê sai do conforto do ventre da mãe para o mundo externo. "O leite humano é uma forma de manter esta ligação, fazendo com que não haja separação após o nascimento", afirma a psicóloga Laura Uplinger, educadora dedicada a divulgar conhecimentos sobre concepção, gestação, parto e amamentação conscientes.

Segundo ela, é importante que a primeira mamada ocorra ainda na primeira meia hora de vida do recém-nascido. "O contato entre o bebê e a mãe tem grande importância. A pele da mãe serve como uma espécie de incubadora natural."

Ao nascer, o bebê, que esteve, até então, totalmente livre de bactérias, começa a ter contato com corpos externos, sendo o colostro, primeiro leite que sai do peito da mãe e é produzido nos primeiros dias após o parto, o responsável por proteger a criança.

"O ato de amamentar é uma forma de reparar os problemas que podem ter surgido durante  a gestação ou no momento do parto. Isso porque trata-se de um contato muito íntimo, de pele, de olhos nos olhos." E esse contato é responsável pela liberação da ocitocina, hormônio ligado a sensações como paz, prazer, afetividade e tranquilidade. Além da ocitocina, o hormônio prolactina, responsável pela produção de leite, atua diretamente na tranquilidade e no prazer. "Quanto mais a mulher amamenta, mais leite é produzido, e é a prolactina que atua neste processo", explica a especialista.

"O olhar que temos da vida reflete diretamente na nossa estrutura biológica. Isto depende do contato estabelecido no ato de amamentar. A amizade e a autoridade nascem ali, afinal, em uma semente já está o fruto que a árvore vai dar."  De acordo com a psicóloga, é importante que a mãe estabeleça, ao amamentar, o contato cognitivo com seu filho. "Ouço relatos de mães que dizem mentalizar desejos de saúde, paz, sucesso etc. aos seus filhos. Isso é muito positivo." O vínculo presente e estimulado pela amamentação influencia todos os outros que serão estabelecidos pela criança com as pessoas.

Laura ressalta ainda a importância de a mulher manter boa alimentação durante o período da amamentação. "A energia despendida nesta época é muito grande, chegando a mil calorias gastas na produção do leite." Ela destaca que o alimento é capaz de se adaptar ao crescimento da criança, sendo mais forte nos meses iniciais devido à direta contribuição para a formação do cérebro.

A mãe das gêmeas Manuela e Letícia, de 23 dias, da Júlia, de 5 anos, e da Lívia, de 8 anos, Zuleica Corrêa Perobelli, destaca a relevância do ato. "Minhas filhas maiores foram amamentadas só com o leite humano até os seis meses de idade. Elas nunca tiveram alergia ou infecções. Além disso, nunca quiseram saber de chupeta, o que contribuiu para que tivessem a arcada dentária perfeita." Ela lembra também do aconchego proporcionado no momento da mamada.

Semana

A Semana Mundial do Aleitamento Materno foi aberta nesta segunda-feira, 2 de agosto, em Juiz de Fora, com o tema Amamentação, apenas dez passos! O Caminho Amigo do Bebê. De acordo com a pediatra e coordenadora executiva do Banco de Leite Humano, Márcia Mizrahy, a intenção é chamar a atenção das pessoas para a importância do alimento e da doação. "Fechamos o mês de julho com apenas treze litros e meio de leite em nosso estoque, quando o ideal seria termos cinquenta litros." Ela diz que o estoque baixo deve-se ao frio e ao período de férias.

EstandeFazem parte da programação da semana orientações sobre aleitamento materno (foto ao lado), visitas a maternidades da cidade, curso Casal Grávido, reativação do Cantinho da Amamentação na Creche Comunitária Armando de Moraes Sarmento e inauguração de um posto de coleta de leite humano no município de Matias Barbosa (confira a programação completa no box abaixo).

"Na tenda montada no Calçadão, esperamos receber cerca de 200 pessoas por dia", afirma a médica. Ela menciona que o posto de coleta a ser inaugurado em Matias Barbosa é o sexto na região. "Temos um na Santa Casa de Misericórdia, um na Maternidade Therezinha de Jesus, um em Barbacena, um em Barroso e um em São João Nepomuceno." A iniciativa da semana foi elogiada pela mãe da pequena Laís, de três meses, a estudante Pollyana de Paiva Silva. "É importante que a amamentação seja incentivada. Pretendo dar de mamar até quando minha filha quiser. Sei que isso vai ser benéfico para a saúde, deixando-a livre de infecções, por exemplo."

A semana é fruto de uma parceria entre as secretarias de Assistência Social (SAS) e de Saúde (SS), por meio do Banco de Leite Humano, com a Associação Municipal de Apoio Comunitário (Amac).

Programação
  • De 2 a 6 de agosto – "Amamentando no Calçadão da Halfeld", das 10h às 16h – Tenda com orientações sobre Aleitamento Materno;
  • 3 de agosto – Visitas às maternidades e panfletagem;
  • 4 de agosto – das 13h às 17h – na rua Rei Alberto, 183, Centro - Curso "Casal Grávido";
  • 5 de agosto – 9h, no Cerâmica – Reativação do "Cantinho da Amamentação" na Creche Comunitária Armando de Moraes Sarmento;
  • 6 de agosto – 9h, em Matias Barbosa – Inauguração do Posto de Coleta.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.