• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia
    Internet Popular
    Acesso gratuito à internet nos Centros Regionais
    Só em dezembro foram quase dois mil acessos

    * Histórias de usuários da internet Popular. Clique aqui!

    Ana Luisa Damasceno
    22/01/04

    Ouça os responsáveis por cada centro regional explicando como fazer a inscrição para usar a internet popular. Clique ao lado!

    Ouça! Ouça! Ouça!

    Juiz de Fora já disponibiliza um serviço de internet gratuito para os moradores das regiões sul, norte e oeste, utilizando as contas de acesso do Provedor ACESSA.com. Os computadores ficam à disposição dos moradores nos centros regionais com acesso em banda larga, sendo que nos centros regionais Oeste e Sul, a conta é a cabo, e no Norte, em ISDN. A previsão da Prefeitura é que, a partir de fevereiro, novas máquinas funcionarão no Regional Centro, que ainda vai ser inaugurado.

    Por enquanto, são ao todo oito computadores. "O acesso é de alta velocidade, e o usuário não paga absolutamente nada", ressalta o assessor de desenvolvimento local do Centro Regional Oeste, Luiz Gustavo Maciel. "As pessoas não acreditam que não se paga nada, e sempre perguntam quanto é a inscrição", comenta.

    No Centro Regional Norte o projeto começou em maio de 2003. Nos demais centros, em outubro do ano passado. Em dezembro o Centro Regional Oeste registrou 508 acessos. No Norte foram 503 e no sul, 727. "Os números só aumentam com o passar dos meses", conta a assessora de desenvolvimento local da Regional Sul, Rogéria Pachoalini de Castro.

    Regras de acesso
    Cada pessoa pode permanecer na internet por 30 minutos. "Se não houver fila, o usuário pode voltar", explica Rogéria.

    Somente dois tipos de sites são totalmente proibidos: os de bate-papo e os pornográficos. "Até mesmo os de fotos sensuais não são permitidos", diz Luiz Gustavo.

    Cada centro regional tem uma metodologia de inscrição. Mas em todos o acesso é permitido a qualquer morador, de qualquer idade, sempre dentro dos horários de funcionamento de cada centro. Em todos há um estagiário, técnico em informática, para auxiliar a navegação dos iniciantes.

    Filas grandes
    "Durante todo o ano a procura é grande", conta o assessor técnico do Centro Regional Norte, Marcus Gasparetti Mazzarini. Em todos os centros regionais a procura é maior no período de aulas, para as pesquisas escolares.

    Wellington Alves de Souza (foto ao lado), de 16 anos, já fez um trabalho de Ciências no computador. "Pesquisei sobre ecologia e o trabalho ficou bom". Mas agora, nas férias, ele prefere buscar informações sobre música. "Toco violão e aqui copio as cifras para tocar as músicas em casa".

    A procura é maior por assuntos relacionados à música nos centros regionais. "Os meninos procuram sobre bandas e as meninas, sobre fofocas e novelas", sinaliza Luiz Gustavo.

    É o caso da estudante Daiana Gomes, de 13 anos. Ela é moradora da região oeste e frequenta o centro regional desde outubro, quando o serviço foi disponibilizado. "Mas fiz a minha ficha em janeiro, para não perder a chance", conta. Ela acessa as páginas oficiais das novelas. "Adoro Kubanakan".


    Confira os endereços dos Centros Regionais:

  • Norte: Avenida Juscelino Kubitscheck, 5351 - Nova Era
  • Sul: Rua Porto das Flores, 71 - Santa Luzia
  • Oeste: Avenida Presidente Costa e Silva, 2184 - Santana

    Leia mais:

  • As histórias de quem acessa a internet Popular

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.