• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Colônia de férias particular é novidade em Juiz de Fora Com a proximidade das férias escolares da garotada, os pais começam a se perguntar o que fazer para divertir os filhos nesse período


    Guilherme Arêas
    Repórter
    03/12/2008

    Com a proximidade das férias escolares da garotada, os pais começam a se perguntar o que fazer para divertir os filhos nesse período. Como muitas vezes as férias das crianças não coincidem com as dos pais, a saída é pagar alguém para entreter os filhos durante o dia. Se a diversão dividir espaço com o conhecimento e a ludicidade, melhor ainda.

    É com esse ideal que a professora de educação física Carolina Miranda (vídeo ao lado) coordena uma colônia de férias particular. Ela reuniu a criançada dos condomínios onde mora e se tornou a salvação dos pais nas férias de julho de 2008. A experiência deu tão certo que ela já prepara as brincadeiras e atividades para o início de 2009.

    A idéia de inovar as tradicionais colônias de férias surgiu entre a professora e as próprias mães, que tinham em Carolina uma pessoa de confiança. "Eu dou aula de natação para boa parte das crianças e já realizamos duas colônias de férias na academia. Depois é que surgiu a idéia de fazer uma colônia com as crianças nos condomínios", explica.

    A divulgação da colônia de férias aconteceu dentro dos próprios condomínios da região do bairro São Pedro. O interesse das crianças e, principalmente, dos pais, fez com que a idéia fosse rapidamente transformada em realidade.

    A proximidade da profissional com o público facilitou o planejamento das atividades que foram desenvolvidas durante a colônia. Uma pesquisa com os pais revela qual o período ideal para as crianças participarem das atividades. Para 2009, a pesquisa aponta para a preferência de que a colônia seja realizada na primeira quinzena de janeiro, já que boa parte das famílias viajam na outra metade do mês.

    Foto das crianças em visita ao museu Foto das crianças sentadas e recebendo orientação do professor Foto das crianças em um parque

    Depois de estabelecidas as datas, começa o trabalho de elaborar o cronograma. Na última colônia as crianças fizeram atividades físicas e culturais em diversos pontos da cidade. Caminharam até o mirante do Morro do Cristo, conheceram o recém-reformado parque do Museu Mariano Procópio e assistiram a filmes no cinema do shopping. Foram três semanas de muitas atividades durante todas as tardes, de segunda a sexta-feira.

    Com tantas coisas para fazer, a garotada precisa repor as energias gastas nas brincadeiras. Este ano a professora experimentou realizar os lanches nas casas das próprias crianças, cada dia em uma diferente. "As crianças ficam muito orgulhosas de receberem as outras em casa", revela Carolina.

    As turmas da colônia contam com a média de 25 crianças de várias idades, de dois até os 12 anos. "Eu não limito a idade das crianças. O que eu faço é compensar na contratação de professores". E a matemática é fácil de entender: um professor para cada cinco crianças pequenas e um para cada dez crianças maiores.

    Foto das crianças em aula de capoeira Foto das crianças em um campo de futebol Foto das crianças sentadas em roda
    Diversão com segurança

    Para que a diversão sempre conte com a segurança das crianças, um bom planejamento é fundamental na organização desse tipo de serviço. A equipe de Carolina é formada, ainda, por mais dois professores de educação física. Sandro Moreira, um deles, conta que a colônia aproxima os moradores dos condomínios. "Acaba sendo um incentivo para as crianças fazerem novas amizades e realizarem atividades diferentes do seu cotidiano", ressalta.

    Esta também é a opinião de Liria Oliveira, mãe de uma das alunas da Tia Carol, como é conhecida a professora. "A colônia permite que nossos filhos fiquem perto de nós e aproveitem os espaços de todos os condomínios, locais que antes não eram tão explorados".

    Liria garante que a confiança no profissional faz toda a diferença na hora dos pais contratarem esse tipo de serviço. "Os pais têm que ficar atentos mesmo à segurança das crianças e exigir que todo o trabalho seja feito por profissionais competentes", lembra.

    Os pais que desejam contratar o serviço podem escolher a melhor maneira de os filhos participarem das atividades. O valor de um dia de colônia, por exemplo, gira em média de R$ 20*. Já o pacote completo, por duas ou três semanas, pode chegar a R$ 150*.

    *Valores cobrados em julho de 2008

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.