Sexta-feira, dia 11 de janeiro de 2008, atualizada às 14h35

Economista dá dicas da melhor forma de pagamento do IPVA


Thiago Werneck
Repórter

Na próxima sexta-feira, dia 18 de janeiro, começam a ser pagas as primeiras parcelas do IPVA. Na hora de fazer o acerto de contas os proprietários de veículos têm duas opções: pagar à vista, ou dar um um terço do valor de entrada e dividir o restante em duas vezes. Mas qual é a melhor opção?

A resposta muda de acordo com a situação financeira de cada consumidor. O economista, Guilherme Ventura, recomenda que os motoristas calculem a forma de pagamento sempre lembrando que o desconto para pagamento à vista está em torno de 3%.

Para quem tem investimentos com rendimento mensal superior a 3% o ideal é deixar essa quantia render e pagar parcelado. Se a valorização no final de cada mês for menor que 3% o ideal é quitar o IPVA à vista.

Agora se o caso é de fazer dívidas no cheque especial, cartão crédito ou empréstimo a análise é outra. Na maioria desses casos o ideal é parcelar o IPVA, já que os juros mensais desses créditos são superiores à 3%. Se forem inferiores, o melhor é quitar o imposto à vista.

A quantidade de dinheiro que pode ser economizada varia de acordo com o valor do imposto a ser pago (mais caro quanto mais novos e mais valorizados são os veículos). Quanto maior a quantia a ser paga, também cresce a quantidade de dinheiro que pode ser poupada se avaliando a melhor forma de pagamento.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.