Comércio já está aquecido para o Dia dos PaisSábado que antecede o Dia dos Pais deve garantir aumento das vendas. Promoções, retorno de férias e procura antecipada também favorecem 

Pablo Cordeiro
*Colaboração
28/7/2010

Para o Dia dos Pais, comemorado no dia 8 de agosto, o comércio já está aquecido e entusiasmado para as vendas. As promoções do período, o retorno das férias e a procura antecipada por produtos, principalmente do vestuário, já movimentam o setor há pelo menos duas semanas. Além disso, o fato de as lojas ficarem abertas até as 18h do sábado, dia 7, que antecede a comemoração, também contribui para alavancar as vendas.

Esta aproximação do comércio ativo com a data comemorativa é, segundo o presidente do Sindicato do Comércio (Sindicomércio) de Juiz de Fora, Emerson Beloti, o principal motivador para o aumento de 12% nas vendas em relação a 2009, conforme expectativa do órgão. "Julho foi um mês fraco devido à saída de grande número de estudantes de Juiz de Fora e também pelas pessoas estarem de férias. Além do final da Copa do Mundo, o que também prejudicou. Mas, como sexta [dia 6] é o quinto dia útil e no sábado [dia 7], o comércio estará aberto até as 18h, o apelo é ainda maior", explica.

Segundo Beloti, em relação às promoções, cada lojista vai adotar os critérios que melhor se adequam a sua realidade e aos seus produtos. Os 12% apontados pelo sindicato representa a média obtida com base nos últimos anos. "O mercado é crescente, até pelo próprio aumento do número de pais. O próprio aumento natural influencia as vendas." Para o gerente de uma loja de roupas masculinas, Nilton Barbosa Vellozo, a expectativa é alta, já que a data é o filé mignon para seu setor. 

"Já estamos com excelentes vendas. Trabalhamos com clientes cativos e prezamos pelo atendimento. Em 2009, vendemos muito bem. Este ano apostamos em um aumento de 10%", ressalta. Em relação à data, Vellozo mostra uma ressalva. "Como o Dia dos Pais é na primeira semana de agosto,é complicado fazermos promoções. Trabalhamos com o parcelamento no cartão e o antigo crediário. Apostamos nisso para vender bem, afinal, presente para o pai ninguém deixa de comprar", define. 

Segundo ele, há 20 dias o aumento na procura já vem sido percebido. Em sua loja, os itens mais procurados são as calças jeans e as de modelo social, de malha e tecido.  

Preferência do público

Uma pesquisa divulgada pelo Sindicomércio, em que 384 pessoas foram ouvidas, revelou fatores sobre a preferência de presentes para o Dia dos Pais, as formas de pagamento, a quantia reservada, além dos fatores atenuantes para a decisão de compra. Sobre o tipo de presentes preferenciais, as roupas apresentaram o grande mote, sendo lembradas por 37,5% dos entrevistados.

Em relação às quantias reservadas para o presente, 32,8% do público pretende gastar entre R$ 50 e R$ 100, o que, segundo Beloti, representa um aumento de lucratividade, já que a mesma consulta, em 2009, apontou R$ 30 a R$ 50. "Isso representa uma melhor renda do consumidor e estabilidade de emprego. As pessoas estão ganhando mais", elucida. Com 20,3% dos abordados, a segunda opção recaiu em R$ 100 a R$ 200.

Sobre a preferência de pagamento, um empate técnico entre o pagamento à vista/dinheiro e o uso de cartão de crédito mostrou que 41% do público prefere uma ou outra modalidade. Em relação aos fatores que os consumidores levam em conta na hora de adquirir o produto, o preço foi o grande citado, com 26,5% de opinião. Em seguida veio a variedade (11,2%) e o atendimento (10,6%).

Fatores decisivos na hora da compra
 FrequênciaPorcentagem
Preço 102 26,56%
Variedade 43 11,20%
Atendimento 41 10,68%
Não irá presentear 24 6,25%
Loja de Tradição 18 4,69%
Vitrines 16 4,17%
Ofertas de prazos 6 1,56%
Aceita cartões 2 0,52%
Outros 132 34,38%
Total 384 100%

Fonte: Sindicomércio

Alegria do lojista

Nas lojas, o percentual de vendas até supera o estimado pelo Sindicomércio. Para a gerente de uma loja de roupas, Lília Aparecida da Silva, a expectativa é de 40% a mais do que foi vendido em 2009. Sua grande aposta é nas promoções, que oferecem descontos de até 50%. "Queremos atrair mais clientes. A procura já começou há duas semanas. Inclusive já temos uma equipe para ficar na loja até às 19h no sábado, dia 7."

Dia dos Pais no comércio Dia dos Pais no comércio

Os produtos que mais estão chamando a atenção dos consumidores são as blusas de linha, modelos polo, calças jeans e casacos. Para o gerente de uma joalheria, Mário Fellet, as vendas devem superar o ano anterior. Embora ele não arrisque um percentual, pois o consumidor é imprevisível, as vendas de relógios com design mais modernos e feitos de aço já estão chamando bastante a atenção dos consumidores. 

"Esses são modelos bastante procurados e que apresentam preços entre R$ 200 e R$ 300. Temos muitas novidades e estamos parcelando em seis vezes sem juros no cartão, o que também tem atraído bastante o público."

*Pablo Cordeiro é estudante do 10º período de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.