• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Cuidados ao adquirir a casa própria

    06/11/98

    Você já ouviu dizer que um sonho pode se tornar um pesadelo? Foi com base nesse ditado que o CREA-Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura elaborou um manual para orientar as pessoas que estão querendo comprar a casa própria. Segundo o inspetor adjunto do Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia - Crea ( Rua Halfeld, 414/sala 306, Centro), engenheiro José Eduardo Modesto do Patrocínio, alguns cuidados são necessários, afinal de contas é sempre melhor prevenir. Ele dá as principais dicas ao consumidor.

    Primeiramente, o comprador deve conhecer o histórico da construtora e dos profissionais envolvidos, certificando se eles têm registro na Prefeitura e no Crea, respectivamente. Além disso, não se deve assinar contrato de compra e venda sem analisar as cláusulas contratuais, diz o engenheiro.

    Antes de receber em definitivo as chaves do imóvel, verificar se existem pequenos defeitos, como vazamentos de torneiras e ausência de rejuntes em azulejos. Caso existam, reclamar junto à construtora. Se o consumidor já estiver morando no imóvel e, de repente, aparecerem trincas e rachaduras em vigas, lajes, pilares ou paredes, consultar imediatamente a Defesa Civil, alerta José Eduardo do Patrocínio.

    Para o engenheiro, Juiz de Fora tem uma vantagem, pois seu subsolo possui uma quantidade de afloramento de rochas muito maior do que em muitos municípios, principalmente aqueles que se situam em áreas de praia. Isto favorece muito o bom assentamento das construções.

    No “Manual do Comprador de Imóvel”, do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - Idec- ( veja cópia no Arquivo do JF Service), há mais algumas dicas importantes sobre os cuidados na compra da casa própria:

    • “Manchas nas paredes podem denunciar infiltração de água, de chuva ou de tubulações do próprio imóvel ou de vizinho. Azulejos estufados ou ocos por baixo (basta bater com os nós dos dedos para perceber) podem também denunciar infiltração ou serviço mal-acabado.

    • Observe o quadro de luz para ver se obedece às normas e se a distribuição para os cômodos está feita de modo a não haver sobrecargas; verifique tomadas (veja até se a quantidade delas, em cada cômodo, atende às suas necessidades). Veja interruptores, instalação de chuveiro ou aquecimento, etc.”

    A grande maioria dos defeitos de construção podem ser recuperados ou mesmo reforçados se forem tomadas as devidas providências a tempo.

    Colaboração: Maria Lúcia Perotti Velloso,
    estudante do 4º período
    da Faculdade de Comunicação da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.