• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Terça-feira, 19 de outubro de 2010, atualizada às 16h28

    Comércio inicia escalada de contratação para fim de ano e mostra saldo positivo no ano

    Clecius Campos
    Repórter
    Foto de carteiras de trabalho

    O comércio de Juiz de Fora iniciou sua escalada de contratação temporária para as festas de final de ano no mês de setembro e gerou 451 novos posto de trabalho. O saldo é quatro vezes maior que o registrado em agosto. A informação é do Estudo de Evolução do Emprego, realizado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O bom desempenho foi capaz de deixar o setor com saldo positivo no acumulado do ano, com 202 novos empregos. No acumulado até agosto, o ramo amargava mais demissões que admissões.

    De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio), Emerson Beloti, alguns empresários preferiram adiantar as contratações para setembro, investindo em treinamento. "O funcionário treinado atende melhor, conhece mais da mercadoria, tem mais condição de efetuar boas vendas." No entanto, ele acredita que o grande volume de contratações ainda está por vir. "Outubro será o melhor mês para o comércio, seguindo a tendência natural."

    Além das contratações para atender à demanda de fim de ano, o surgimento de novas empresas do comércio pode ser o motivo para o acréscimo um mês antes do esperado. Beloti aponta a chegada de uma loja de departamentos na cidade, responsável pela contratação de pelo menos 70 pessoas. "Há um tempo essa loja vem empregando e já está em processo de treinamento, antes de se instalar." Somam-se a esse empreendimento as diversas lojas abertas em novos corredores da cidade, nas ruas Marechal Deodoro e Brás Bernardino. "Em cada um das galerias há cerca de mais 120 trabalhadores. Esse acréscimo compensa a perda de outras lojas. No balanço geral, Juiz de Fora está fazendo sua parte no que se refere ao comércio."

    Os outros setores com participação relevante na economia da cidade também mostraram saldos positivos em setembro, mas com retrocesso em relação a agosto. A indústria da transformação criou 87 postos de trabalho em setembro, contra os 299 novos postos em agosto. A construção civil cresceu em 81 postos, mas teve desempenho inferior se relacionado ao oitavo mês do ano, quando foram criados 232 empregos. O setor de serviços foi o que mostrou desempenho mais acanhado, com a geração de 32 postos em setembro, contra as 386 novas vagas de agosto. O saldo em setembro pode ser interpretado como um momento de estabilidade diante do total de admissões e desligamentos, que juntos somam 4.196 registros.

    Quatro mil empregos de janeiro a setembro

    De janeiro a setembro, foram criadas 4.261 novos postos de trabalho em Juiz de Fora. O setor de serviços lidera a geração de empregos ao longo do ano, com saldo de 2.029 de saldo. No mesmo período, a indústria gerou 1.024 vagas, enquanto a construção civil criou 1.021 empregos. Por outro lado, a agropecuária perdeu 38 postos de trabalho na cidade de janeiro a setembro.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.