Juliano Nery Juliano Nery 14/3/2013

O que é ME?

IlustraçãoPor conta de uma atividade laboral no último fim de semana, tive a oportunidade de conhecer algumas cidades do código de área telefônico 38, que equivale à região centro-nordeste do Estado. Um desses locais foi a pequena e simpática Alvorada de Minas, e foi na comunidade de Itapoanhacanga, pros lados da Serra do Espinhaço. O trabalho consistia em afixar alguns cartazes e, chegando a um trailer de sanduíches criativamente intitulado "Madrugadão", vi um cardápio pintado na parede do estabelecimento, que me deixou bastante intrigado. Do lado do ingrediente de cada um dos "Xs" que compunham o catálogo, um ME era acoplado ao final.

Isso mesmo! Um ME. E gerou especulações, o danado do ME. Bastava olhar para a parede e flagrar. X-Salada – Bife de hamburger, alface, tomate, milho, batata palha, presunto, queijo e ME. X-Egg – Bife hamburger, alface, tomate, milho, batata palha, ovo, presunto, queijo e ME. X-Bacon – (...) ME. X-Madrugadão (...) ME. ME, ME, ME! O que seria o tal ME? Não faltaram questionamentos, pelo menos de minha parte.

Como o local estava fechado e mal passava das duas da tarde e o chapeiro ou o proprietário do negócio não poderiam me ajudar a sanar a dúvida, atravessei a rua para perguntar nas outras casas comerciais. O interessante, inicialmente, é que ninguém havia parado para ler o cardápio e, portanto, também, ninguém havia convivido com aquela dúvida. O que seria o tal ME? Houve quem tentou muçarela, mas essa já estava impressa no cardápio da parede. Mortadela? – Mas, e a letra "E", do final. Maionese? – Também, não... Nenhuma alma viva para explicar aquelas duas letras que acompanhavam todo o cardápio.

Aquilo foi me deixando bastante intrigado e foi motivo de lembranças, durante todo o dia, juntamente com o meu companheiro de trabalho, o Tiago Donizete, enquanto desenvolvia as atividades nas comunidades de Jacém, Mato-Grosso, testando palavras que pudessem encaixar no ME. Muita coisa foi tentada, mas nada de muito bom saiu. E olha que lançamos mão da imaginação e chegamos a pensar que fosse um ingrediente exclusivo da região, que, com suas serras e cachoeiras, já possuem características únicas. Isso sem contar o minério-de-ferro, abundante por lá. Se fosse MDF, poderia até ser que os sanduíches viessem enriquecidos com o mineral.

Quando já ao findar mais um expediente, veio a luz. ME devia ser a sigla de "molho especial", item tão banal para um sanduíche. Por essa hora, já estava bem distante de Itapoanhacanga e não havia mais como questionar, mas, era bem provável que aquilo estivesse certo. Confesso a decepção após tantas elucubrações em torno do tal ME. Era melhor que fosse algo diferente. Era melhor que "molho especial" nunca fosse a resposta.

Juliano Nery acredita que Minas Gerais é mais que um Estado. É um estado de espírito. Alvorada de Minas pode ser encontrada na latitude 18° 44' 09" S e longitude 43° 21' 54" O


Juliano Nery é jornalista, professor universitário e escritor. Graduado em Comunicação Social e Mestre na linha de pesquisa Sujeitos Sociais, é orgulhoso por ser pai do Gabriel e costuma colocar amor em tudo o que faz.


* Ilustração: Lucí Sallum

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.