• Assinantes
  • Saúde


    Artigo
    Parar de fumar engorda?
    ::: 28/10/2005

    Recentemente, fui abordado por algumas pessoas que participavam de um programa anti-tabagismo e me questionaram com relação ao ganho de peso. Percebi que a questão era complexa e não só o uso do tabaco e o ganho de peso em alguns estava em jogo e sim um conjunto de coisas conflitantes. Muitas pessoas passam por um grande dilema quando decidem abandonar o hábito de fumar: "Será que vou engordar parando de fumar?"; "Conseguirei manter este peso se abandonar o fumo?"; "Vou voltar a fumar pois assim voltarei ao meu peso!".

    Estas são perguntas comuns. O abandono do tabaco envolve, sim, vários aspectos nutricionais, uma vez que o cigarro tira o apetite, altera o paladar, aumenta a formação de radicais livres e, por conseqüência, a demanda de nutrientes antioxidantes, sua ausência brusca e abrupta gera ansiedade muitas vezes convertida em aumento da ingestão alimentar e de álcool, além, é claro, de ser um dos maiores causadores de câncer, principalmente o de pulmão, boca, língua e garganta, tromboses venosas e estar associado a doenças cardiocirculatórias. Esta lista é ainda maior, mas acho que já é bastante convincente.

    Fazer exercícios quando estamos parando de fumar, preferencialmente, quando possível, sob orientação do profissional de Educação Física, é mais seguro e os resultados com certeza serão mais rápidos. Quando não for possível, não deixe esta desculpa te livrar deste instrumento de controle do peso e da ansiedade. Tome pequenas atitudes: suba cinco andares de escada no trabalho ou no condomínio, faça parte do trajeto para o trabalho e para a escola a pé, deixe o carro no estacionamento e realize alguns afazeres andando. . . Enfim , não fique parado.

    Aumente o consumo de líquidos, principalmente na forma de sucos e refrescos naturais ou pasteurizados. A vitamina C é um excelente antioxidante, assim como o Beta caroteno , pigmento amarelo encontrado em frutas, legumes e verduras. Chás também estão bem indicados e podem ter teor variado de isoflavonóides que combatem radicais livres e podem ser consumidos quentes ou gelados e acompanhados de sucos. Use os chás que sejam torrados. O consumo de líquidos ajuda na detoxificação do organismo.

    Criar o hábito de comer doces muitas vezes pode ser desastroso, já que a substituição poderá aumentar a ingestão de glicose e gordura, pois muitos doces contêm gordura aumentando a oferta calórica e o risco de disfunção do colesterol. Aumentar o consumo de carnes brancas reduz a oferta de calorias e a longo prazo diminui a possibilidade de tumores e doenças degenerativas.

    O consumo de álcool e calmantes poderá substituir um vício por outro. Procurar ajuda através de grupos anti-tabagismo e clínicas especializadas é seguro e aumenta as possibilidades de abandono do tabaco. Os malefícios do cigarro aparecem de forma lenta e gradual e são irreversíveis. Sucesso!


    Alimentos ricos em vitamina C: acerola, caju, goiaba, limão, laranja, kiwi, couve crua, morango.

    Alimentos ricos em Beta caroteno: salsa, espinafre, cenoura, abóbora moranga, manga, mamão, couve, brocolhes, açafrão.

    Alimentos ricos em minerais antioxidantes: castanha-do-pará, aveia, pães integrais, castanhas, farelo de aveia e de trigo.


    Arnaldo Pinheiro
    é nutricionista formado pela UFV em abril de 1992
    trabalhando na área de nutrição clínica, nutrição enteral
    e nutrição esportiva.

    Sobre quais temas (da área de nutrição) você quer ler novos artigos nesta seção? O nutricionista Arnaldo Pinheiro aguarda suas sugestões no e-mail viver_nutricao@acessa.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.