Foto: Redes Sociais - Multidão na Av. Itamar Franco na noite de quinta

Moradores do bairro São Mateus, região Sul de Juiz de Fora, estão insatisfeitos com os frequentes eventos e aglomerações que tem acontecido na região Sul da Cidade. Na noite da última quinta-feira, 15, uma grande movimentação de pessoas que estavam ocupando a Av. Pres. Itamar Franco e a rua Engenheiro Bicalho, provocaram a revolta de moradores do entorno. Vídeos publicados nas redes sociais, mostram a grande quantidade de pessoas no local.

Segundo a Polícia Militar, uma reunião foi realizada com os moradores do bairro no dia 08 de setembro, onde foram traçados ações para a solução dos problemas de perturbação de sossego, ocupação da via pública e comércio de ambulantes. Ainda de acordo com a Polícia, estiveram presentes os demais órgãos da Prefeitura, onde foram definidos uma operação na Av. Itamar Franco. Na noite da última quinta, 15, duas pessoas que estavam presentes no local foram detidas por desacato, sendo presas em flagrante. Alguns ambulantes foram notificados pela Prefeitura durante o evento. Na noite de quinta, além do funcionamento dos bares do local, houve também evento promovido pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFJF).

Nossa reportagem ouviu os proprietários de dois bares que ficam localizados na Av. Itamar Franco. Uma das casas, de acordo com a entrevista, foi fechada por volta de 00h e que o estabelecimento sempre esteve em conversas com a Prefeitura e órgãos regulamentadores para o bom convívio e segurança dos clientes e dos moradores do entorno. O responsável pelo outro estabelecimento informou a nossa reportagem que o fluxo de pessoas no bar estava sendo controlado por seguranças, impedindo que pessoas pudessem entrar ou sair do local com bebida alcoólica para evitar maiores problemas e que estão abertos para participar dos diálogos com os órgãos regulamentadores.

A presidente do Conselho de Segurança Pública (Consep) São Mateus, Cláudia Ferreira, o problema já vem se arrastando por muito tempo e gerando uma preocupação por parte da PM, não só pela perturbação de sossego, mas também, pelo risco de acidentes. “ A preocupação é muito grande porque pode acontecer atropelamentos. A velocidade máxima permitida naquele trecho da Itamar Franco é de 60km.”

Ainda de acordo com a presidente Conselho de Segurança Pública (Consep) São Mateus, o grande número de pessoas em eventos causam ainda mais acúmulo de pessoas devido a presença de ambulantes, o que aumenta a exposição a riscos. “O que a gente quer é conscientizar que ali não é local para aglomeração. Ali é acesso a hospitais e como faz para uma ambulância passar sendo que as pessoas estão no meio da rua? Ontem,(quinta-feira) teve uma concentração maior do que o normal. Se acontecer um acidente, quem será responsabilizado?”

De acordo com Cláudia Ferreira, todos os órgãos como Prefeitura, PM, moradores e donos de estabelecimentos estão em constantes reuniões e conversas para que uma solução seja encontrada. “ A gente vai ter que continuar na área da conversa, do diálogo e da conscientização para ver se a gente consegue chegar a um denominador comum para evitar qualquer tragédia futura."

A ACESSA entrou em contato com a Prefeitura de Juiz de Fora e também com o Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFJF), mas até o fechamento desta reportagem não tive retorno.

Tags:
Pertubação de sossego | PM | são mateus

COMENTÁRIOS: