Há mais de 1,4 mil dias, militares do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG) trabalham nas buscas pelas vítimas da tragédia de Brumadinho, que completa quatro anos nesta quarta-feira (25/1). O desastre tirou a vida de 272 pessoas – duas estavam grávidas. E ainda há três joias a serem encontradas.

Para marcar a data, a corporação divulgou um vídeo em homenagem às famílias das vítimas. “Nosso propósito, desde o primeiro dia, está em cumprir nossa missão de forma honrada em respeito a dor das famílias que depositaram suas esperanças no Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais”, diz a mensagem.

Desde 25 de janeiro de 2019, cerca de 6 mil bombeiros militares atuaram nas buscas após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão.

“Como ainda temos três joias desaparecidas, o Corpo de Bombeiros ainda está empenhado nesse trabalho de busca, com aproximadamente 30 militares diariamente, há 1.462 dias, dedicando-se às ações operacionais, planejamento estratégico. Tudo isso tem sido primordial para a recuperação das joias e alento do coração dessas famílias”, diz a capitão Thaise Rodrigues Rocha, porta-voz do CBMMG. “Enquanto for possível, enquanto for viável, estaremos empenhados para poder trazer conforto a essas famílias”, enfatiza.

O CBMMG está na 8ª Estratégia, operando com as estações de buscas, que consistem em equipamentos industriais de peneiramento adaptados para a realidade operacional da operação Brumadinho. Essa nova estratégia permitiu um ganho em volume processado: cerca de 200 toneladas de rejeitos por hora em cada equipamento.

para as ações em Brumadinho, tanto na solução das causas do rompimento e responsabilização pelo fato, como também na identificação das vítimas. Até o momento, 267 já foram identificadas.

Com a conclusão do inquérito policial, a cargo do Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), em 20 de janeiro de 2020, a Polícia Civil indiciou 16 pessoas físicas pelos crimes de homicídio qualificado, crime contra a fauna, crime contra a flora e crime de poluição. Além disso, duas pessoas jurídicas foram indiciadas por crime contra a fauna, crime contra a flora e crime de poluição.

Leia mais em Ricardo Ribeiro

Tags:
Barragem | BH-Brumadinho | bombeiros | brumadinho | Busca | Corpo | Corpo de Bombeiro | Corpo de Bombeiros | Escola de cinema Darcy Ribeiro | Gabinete de Intervenção Federal | Geral | Homenagem | Minas Gerais | Política | Região Serrana | Rompimento | tragédia | Vale | Vítima

Acessa.com - Colunista Ricardo Ribeiro

COMENTÁRIOS: