SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os últimos meses têm sido muito complicados e emocionalmente demandantes na vida de Shakira, 45. Além de lidar com problemas de saúde de seu pai e acusação de fraude fiscal, a artista se separou de Gerard Piqué, pai de seus dois filhos, Milan, 9, e Sasha, 7, após boatos de traição vazarem na mídia. Em entrevista à revista Elle, ela falou pela primeira vez sobre o ocorrido.

"É muito difícil falar sobre isso. [...] Fiquei quieta e apenas tentei processar tudo. E é difícil falar sobre porque ainda estou enfrentando essa situação, é um divórcio público e não é como um regular".

Após entregar que tem sido "incrivelmente difícil" para ela e seus filhos, Shakira contou que paparazzis chegam a acampar ao lado de fora de sua casa em Barcelona, na Espanha, durante os sete dias da semana.

"Não há um lugar onde eu possa me esconder deles com meus filhos, exceto na minha própria casa. Não podemos dar um passeio no parque como uma família normal; ou tomar um sorvete; ou fazer qualquer atividade sem que os paparazzi nos sigam. Então é difícil. Tentei esconder a situação na frente dos meus filhos. Tento fazer isso e protegê-los, porque essa é a minha missão número 1 na vida. Mas aí eles ouvem coisas na escola de seus amigos ou se deparam com alguma notícia desagradável. Isso só os afeta".

Para completar, Shakira contou que, às vezes, acredita se tratar de um pesadelo. "Mas não, é real. E o que também é real é a decepção de ver algo tão sagrado e tão especial - quanto eu achava que era a relação que tive com o pai dos meus filhos -se transformar em algo vulgarizado e barateado pela mídia."

Recentemente, Piqué foi visto abandonando uma reunião com advogados em que ele e Shakira definiriam a divisão de bens e a guarda das crianças.