SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ex-ator pornô e ex-bolsonarista, o deputado federal Alexandre Frota (Pros) foi anunciado nesta terça-feira (22) como integrante da equipe de transição na área da cultura para o futuro governo Lula, pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB).

Alckmin também anunciou os outros parlamentares que comporão o grupo --os deputados federais Túlio Gadêlha (Rede-PE), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Marcelo Calero (PSD-RJ), também ex-ministro da Cultura, e Benedita da Silva (PT-RJ).

A função do time é apresentar um relatório para o governo Lula com um diagnóstico da área da cultura e diretrizes do que pode ser feito. Feghali afirmou em uma postagem no Twitter que vai contribuir no "debate sobre o orçamento da área para 2023 e a identificação de projetos importantes".

Anteriormente, outros nomes já haviam sido anunciados para o grupo de transição na Cultura --a atriz Lucélia Santos, o ex-ministro da Cultura Juca Ferreira, o secretário nacional de Cultura do PT, Márcio Tavares, a cantora Margareth Menezes, o músico e poeta Antônio Marinho e a deputada federal pelo PSOL de Minas Gerais Áurea Carolina.