RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Convidada de um perfil especializado em notícias de entretenimento para cobrir a Copa do Mundo no Qatar, Gretchen tem mostrado aos seus seguidores como é a sua rotina de trabalho durante a competição. Antes da vitória do Brasil sobre a Sérvia por 2 a 0 na estreia do Grupo G do Mundial, a cantora revelou que não está ligando para os costumes e as rígidas regras impostas no país do Oriente Médio. Gretchen publicou um vídeo em que aparece rebolando em meio de uma praça.

Nas imagens, Gretchen se empolga com a batucada e até arrisca sambar, mas quando é incentivada por uma voz feminina com um "Conga la Conga, Conga la Conga", ela mexe o quadril de forma sensual e várias pessoas ao redor da rodinha de músicos começam filmar a cena. Pelo Twitter, a equipe que administra a conta ainda brincou com o vídeo de cantora: "A demissão vem, tá?!".

No entanto, a publicação acabou preocupando os fãs de Gretchen. Muitos seguidores temem que a rainha do rebolado no Brasil possa ser deportada por seu comportamento nada comum nos lugares públicos do Qatar. Mesmo no meio de um evento internacional, o consumo de bebidas alcoólicas só permitido em lugares determinados e não se pode demonstrar afeto em público. Também é recomendado para homens e mulheres vestirem peças cobrindo ombros e joelhos, além de não ser permitido fazer campanhas, falas ou publicações em prol ou para defender a comunidade LGBTQIA+.

"Daqui a pouco ela vai ser deportada!", escreveu um fã. "Gente, avisa a Gretchen que ela está no Qatar", brincou o segundo seguidor e o terceiro completou. "Que loucura". Vale lembrar que três horas antes da vitória do Brasil, a cantora fez um vídeo dizendo que estava em frente ao local da partida. Só que ela mostrou a entrada do Estádio 974 e o jogo aconteceria no Estádio Lusail. A sorte foi que o tempo de distância de um local para o outro é de trinta minutos em Doha, capital do Qatar. Mas, os internautas não perdoaram a gafe de Gretchen