Segunda-feira, 7 de novembro de 2011, atualizada às 18h24

Festival Primeiro Plano exibirá 48 filmes em mostras competitivas

Da Redação
Cartaz do festival

O Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades Primeiro Plano chega a sua décima edição e divulga a lista dos curtas-metragens selecionados para o evento, que ocorre entre 21 e 26 de novembro, no Espaço Alameda de Cinema. A programação tem duas mostras competitivas, que trazem 24 curtas de todo país, na nacional, e outros 24 de Juiz de Fora e da Zona da Mata Mineira, na regional. O festival apresenta, ainda, longas que não estrearam na cidade, mostras paralelas, pré-estreias e oficinas, que terão programação completa divulgada em breve.

Com o tema Olhar de novo, o festival propõe uma reflexão sobre sua história. A ideia é fazer uma grande comemoração pela décima edição, reforçando a importância do evento. O prêmio Incentivo Primeiro Plano, que permite à equipe do melhor curta universitário da cidade produzir um novo filme em condições mais favoráveis, prossegue na programação.

Uma das novidades deste ano é a mostra competitiva "O melhor dos melhores de todos os tempos", que disponibiliza, no site do evento, todos os curtas vencedores do júri popular das edições anteriores, na mostra competitiva regional. Assim, o público poderá assisti-los e eleger um vencedor, que será exibido novamente no Primeiro Plano. A intenção é comemorar a décima edição e permitir que a votação na internet amplie o movimento do público com o festival.

Selecionados para a Mostra Competitiva Nacional

Julie, Agosto e Setembro, de Jarleo Barbosa
Distantes, de Bruno Peres
Uma noite, de Daniela Santos
A menor distância entre dois pontos, de Breno Nina e Elias Guerra
Redoma, de Noelle Rodrigues
Qual queijo você quer?, de Cíntia Domit Bittar
Metafísica, de Eduardo Gomes
Braxília, de Danyella Proença
Flash, de Alison Zago
Vó Maria, de Tomás von der Osten
Pétala, de Vitor Dourado
Caos, Fábio Baldo
Cine Camelô, de Clarissa Knoll
A obscena Senhora Silêncio, de Leandra Lambert e Alexandre Gwaz
Entre muros, de Adriana Tenório
Monja, de Breno Baptista
Aphasia, de Cainan Baladez
Rotina matinal, de Daniel Donato
Lápis de cor, de Alice Gomes
Tempo de criança, de Wagner Novais
A arte de andar pelas ruas de Brasília, de Rafaela Camelo
O cão, de Abel Roland e Emiliano Cunha
César!, de Gustavo Suzuki
O hóspede, de Anacã Agra e Ramon Porto Mota

Selecionados para a Mostra Competitiva Regional

Híbrida – Mantra, de Daniel Couto
Antes água do que o nunca, de Yuri d´Ávila
Foto-feira, de Rodrigo Souza Silva
Sobre cinema e diálogos, de Yuri Westermann
Veredas santeiro, de Leandro Domith
Quarto, de Flávio Christo, Gabriela Cerqueira, Luciane d’Ornellas, Lucília Bortone e Nara Salles
Noite e dia, de Samir Hauaji
Urbanidade, Lucas Tavares
Elena, de Sara Tellado
Pão da vida, de Adjalme Carneiro
A outra, de Tullio Leone
Cotidiano, de Ruyara Pianta Ribeiro
Dose alta, de Thayse Lameirinhas
O amigo oculto do diabo, de Marcos Pires Antes Água do Que o Nunca, de Yuri d’Ávila
A caixa de Hofmann, de Fabrício Abramov
Abandonados, de Natália Oliveira
Jóquei II, de André Viana e Lucian Fernandes
Chão preto, de Ian Dias e Rodrigo Nascimento
Movidos pela Música, de Lidiane Oliveira
Oito, de Jhonata Almeida e Og Esteves
Prometo que juro, de Jasmine Giovannini
Experimental, de Ana Clara Nunes Roberti
Exercício 3, de Amanda Giacchetta, Bianca Oliveira, Carol Caniato, Eduardo Malvacini e Natália Corrêa
Silêncio 63, de Fábio Nascimento

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.