SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente da Petrobras, Caio Paes de Andrade, disse em evento na noite de segunda-feira (21) que a centro-direita e os liberais "vieram para ficar", apesar da derrota eleitoral do presidente Jair Bolsonaro (PL).

"Nossas vitórias foram grandes. Vamos vencer de novo. A centro-direita, os liberais, vieram para ficar", disse ele, durante jantar promovido pelo Grupo Voto, num hotel da capital paulista.

Ele foi aplaudido pela plateia, composta majoritariamente por empresários, quando elogiou o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o próprio Bolsonaro.

"Trabalhar com o ministro Paulo Guedes é uma honra, algo maravilhoso, sensacional. Eu tenho orgulho de fazer parte desse time que realmente mudou o Brasil", afirmou.

Outra autoridade presente ao evento, a presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques, também foi aplaudida ao elogiar Guedes.

"Tive o privilégio de conviver e fundar uma empresa junto ao ministro Paulo Guedes, que é um gênio", afirmou.

Na mesma linha, o presidente do Novo Banco de Desenvolvimento, Marcos Troyjo, saudou o fato de que Guedes e Bolsonaro deixarão o governo com o país tendo a maior corrente de comércio da sua história, próxima de US$ 600 bilhões, mesmo tendo enfrentado um contexto de pandemia, inflação alta no mundo e guerra na Europa.

Andrade, Marques e Troyjo estiveram entre os homenageados pelo Grupo Voto no evento. A entidade, comandada pela empresária Karim Miskulin, reúne representantes do PIB e promove eventos em que podem interagir com políticos.