SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - LeBron James já deixou claro que tem o sonho de dividir a quadra com seu primogênito, Bronny, de 17 anos. E, se o tempo permitir, também com seu outro filho, Bryce, de 15.

No entanto, tudo depende de uma mudança por parte dos líderes da NBA, que já teriam dado uma indicação de que isso pode acontecer.

Segundo relatos, a NBA e a NBPA ?a associação de jogadores? estão trabalhando para mudar certos regulamentos que consideram 'ambíguos'. O principal ponto de mudança é a elegibilidade do draft. Atualmente, os jogadores elegíveis precisam ter 19 anos, mas estão considerando reduzir a idade para 18, trazendo estudantes do ensino médio diretamente para a liga.

A diretoria da franquia, os líderes da NBA ?liderados pelo comissário Adam Silver? e pessoas próximas ao atacante dos Lakers, estão trabalhando para mudar uma regra que permitiria que Bronny jogasse ao lado de seu pai.

O filho de LeBron completará 18 anos no próximo dia 6 de outubro e, caso a mudança realmente fosse feita, ele poderia participar do draft para a temporada 2023/2024. O astro do Los Angeles Lakers tem contrato até a edição de 2024/2025. Com isso, a intenção da franquia é encontrar uma maneira de ambos jogarem juntos.

Nunca na história da NBA um pai jogou ao lado de seu filho e, com mais algumas temporadas no nível mais alto, James parece ser o mais próximo de quebrar essa estatística.